O ministro das Comunicações, Juscelino Filho, tomou posse em cerimônia realizada nesta segunda-feira, dia 2, na sede da Pasta, em Brasília. Durante a solenidade para transmissão do cargo, destacou que entre os principais compromissos está ampliar o acesso dos brasileiros à internet, melhorar a conectividade em escolas e recuperar a imagem e credibilidade dos Correios. Juscelino Filho acrescentou, ainda, que atuará para expandir o acesso à tecnologia 5G no Brasil, desburocratizar processos e otimizar o uso de recursos no âmbito setorial.

“A inclusão digital com equidade e qualidade, a universalidade, a democratização e a popularização do acesso à informação via internet, a melhoria da educação e da qualidade do ensino via conectividade das escolas são tópicos de máxima prioridade”, enfatizou o novo ministro das Comunicações. No discurso, também incluiu entre as pautas a ampliação da quinta geração de internet móvel. “Na telefonia, o tema central é a maximização da incorporação da tecnologia 5G sobretudo a aceleração da expansão do acesso às facilidades e do alcance territorial”, pontuou.

O ministro ressaltou que o “Ministério das Comunicações (MCom) tem relevância estratégica, histórica e decisiva para o desenvolvimento econômico social do nosso país e para a integração nacional”. De acordo com ele, será implementada uma agenda positiva e a gestão será pautada pela incorporação de experiências de sucesso e melhores práticas do Governo Federal. Os esforços serão dedicados à recomposição de investimentos, aperfeiçoamento de governança, continuidade de programas e à inovação.

Além disso, acrescentou que irá manter um diálogo próximo e permanente com o Congresso Nacional. Também irá liderar a articulação do Ministério com a sociedade. “Nós estamos diante da imperdível chance de ajudar na melhoria das condições e da qualidade de vida do povo brasileiro, na redução das desigualdades, na criação de oportunidades, na geração de negócios de emprego e de renda”, declarou, mencionando a importância do papel da Telebras e da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) na concretização do trabalho.

FORTALECIMENTO DOS CORREIOS — O ministro das Comunicações comentou a decisão do presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, de retirar a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) do Programa Nacional de Desestatização. Segundo ele, serão adotadas ações para fortalecer a estatal. “A meta é reforçar o papel da empresa na oferta de cidadania como parceira dos programas sociais destinados à população carente e das regiões mais distantes através da sua incomparável capilaridade”, disse Filho. Também serão feitos investimentos de modernização para desencadear atualização do parque tecnológico e dos insumos logísticos.

Estiveram presentes na solenidade o deputado federal e presidente do União Brasil, Luciano Bivar; o chefe da Casa Civil do Governo do Maranhão, Sebastião Madeira; o presidente da Anatel, Carlos Baigorri; a prefeita de Vitorino Freire, Luana Bringel; o presidente interino dos Correios, Heglehyschynton Valério Marçal; o presidente da Telebrás, Jarbas José Valente; o presidente da Assespro, Christian Tadeu; a senadora Dorinha Seabra, além de representantes de associações e empresas de radiodifusão brasileira e deputados federais.

Ascom MCom