As fortes variações dos ativos da Americanas na última semana também impactaram os fundos de renda fixa do Nubank. Com investimentos em crédito privado e parte dos recursos alocada em debêntures (títulos de dívida) da varejista, algumas carteiras do banco apresentaram rentabilidade negativa e geraram uma onda de reclamações nas redes sociais.

Um dos fundos impactados, o “Nu Reserva Imediata”, por exemplo, que é uma das opções oferecidas pelo banco para guardar dinheiro para uma reserva de emergência por meio de suas “Caixinhas” (ferramenta oferecida pelo banco para que o cliente consiga guardar dinheiro de acordo com seus objetivos), viu sua rentabilidade cair e ficar no vermelho.

Apesar de o “Nu Reserve Imediata” ser uma das opções, o banco reforçou, em nota, que a sugestão padrão do aplicativo para os clientes que criaram uma Caixinha como “Reserva de Emergência” é o investimento em RDBs (Recibos de Depósitos Bancários) do Nubank, também com alta liquidez e grau de investimento.

Segundo os últimos dados apresentados à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a carteira do “Nu Reserva Imediata” tinha cerca de 1% de seu patrimônio alocada em duas debêntures da Americanas. Assim, a carteira, que antes entregava ganhos equivalentes a 109% do CDI (certificado de depósito interbancário, principal referência de rentabilidade para investimentos em renda fixa), apresentava um retorno médio de 37% do CDI nos últimos 30 dias, segundo informações do aplicativo do banco neste domingo (15).

O fundo tinha aplicação mínima de R$ 1 e era apresentado pela instituição como sendo de “baixo risco e alta liquidez”, e indicado para “investidores que não querem correr muitos riscos e com uma expectativa de retorno melhor que o da poupança”.

As variações do fundo, que conta com mais de 1,2 milhão de cotistas e é o maior do tipo no Brasil, assustaram os investidores. Nas redes sociais, foram várias as publicações com reclamações ou alertas. O banco estava entre os trending topics do Twitter na tarde deste domingo, dia 15.

G1