A Sociedade de Propósito Específico (SPE) TEEN Imobiliário investirá R$ 400 milhões na Zona Leste de São Paulo (SP), para erguer 2,7 mil unidades habitacionais populares nos bairros da Mooca e Anália Franco. O investimento se dará por meio da primeira parceria público-privada (PPP) habitacional do país, que tem o objetivo de entregar, ao todo, mais de 25 mil apartamentos populares na cidade.

Um dos aspectos econômicos e financeiros diferenciados será a modelagem de obtenção de crédito para os futuros moradores. Isso porque a própria TEEN vai orientar as famílias junto à Caixa Econômica Federal, que inclui subsídios em função da classe de renda. O foco está em atender interessados com faixas de renda entre um e seis salários mínimos, com enquadramento nos programas habitacionais da Cohab (Companhia Metropolitana de Habitação de São Paulo).

A empresa realizará, ainda, um trabalho social, antes e depois da ocupação dos apartamentos, e será a responsável pela manutenção predial por até 20 anos. “Trata-se de outro diferencial na comparação com modelos tradicionais”, avalia o arquiteto e urbanista Gustavo Partezani, executivo da TEEN. “Após a entrega das chaves, as construtoras praticamente deixam de ter vínculo com os condôminos. Nós, ao contrário, apoiaremos inclusive a organização dos futuros moradores”.

Outro lote da PPP em São Paulo (SP), no bairro de Heliópolis, com expectativa de construir mais 1,1 mil unidades habitacionais, também ficará a cargo da TEEN Imobiliário.

Matéria: Eliane Jerônimo Bueno/ ASCOM