Um projeto de reutilização eficaz e sustentável dos antigos uniformes dos integrantes da Polícia Militar da Bahia (PMBA) transforma o tecido em cobertores para pessoas necessitadas, sejam elas moradoras de rua ou integrantes de instituições filantrópicas, no município de Barreiras, região oeste da Bahia. A iniciativa intitulada ‘Farda que Aquece’ é fruto de uma parceria entre o 10º Batalhão de Ensino, Instrução e Capacitação (Beic), através do comandante, o tenente coronel Camilo Uzêda, e o empresário Erilonde Berto, proprietário da empresa Gravoeste, que confecciona o tecido de forma renovável.

No mês de dezembro, foram distribuídos 20 lençóis tipo solteirão para pessoas em estado de vulnerabilidade. A Comunidade Terapêutica Filhos de Levi, com 14 internos, foi beneficiada nessa primeira etapa. O projeto continua em plena execução. Uma nova remessa de uniformes antigos está sendo recolhida, com o apoio do Comando de Policiamento Regional do Oeste (CPRO) na arrecadação das fardas, para que mais cobertores sejam produzidos.

Apesar de estarmos no verão, nesta época do ano, o período é de muita chuva na região oeste da Bahia, com noites mais frias. “Essa é uma das formas de estarmos mais próximos da comunidade, contribuindo com a dignidade dos cidadãos. O policiamento preventivo está, também, na solidariedade”, destaca o tenente coronel Uzêda. Além da parceria com a empresa de corte e costura, o projeto também conta com o apoio da Loja Maçônica Templo de Salomão e Grande Benemérita Loja Maçônica Fraternidade Barreirense, ambas do município de Barreiras.

DCS-PMBA