Mesmo com a vacinação em ritmo acelerado, a pandemia ainda não está próxima de acabar no Brasil. Devido a esse processo, a maioria das empresas seguem adotando o regime de trabalho home office para os colaboradores.

Apesar de pontos positivos, como maior flexibilidade e isolamento social que inibe propagação do vírus, alguns problemas de saúde podem surgir neste período, já que a mudança de rotina foi repentina e improvisada.

Ao contrário do que temos em algumas empresas, a falta de acompanhamento médico em casa durante a trajetória de trabalho pode causar males físicos e psicológicos.

Separamos aqui 7 transtornos que podem ser desenvolvidos e um alerta aos trabalhadores caso identifique um ou mais destes problemas. Acompanhe:

●       Postura inadequada

Esteja atento à ergonomia durante o seu expediente em casa.  Apesar de ser um assunto considerado “chato” no ambiente de trabalho, manter-se dentro da norma regulamentadora da ergonomia no ambiente de trabalho (NR-17), evita que você tenha problemas futuros, como dor nas costas, lesões nos nervos, má postura, deformações no corpo.

Opte por equipamentos adequados para a função, mesmo que seja uma cadeira de escritório usada, mesas de segunda mão, mas que estejam em posições e tamanhos corretos. Ao sentar, suas costas precisam se manter endireitadas apoiadas no encosto da cadeira.

Outro ponto que precisa observar é o apoio para os braços e antebraços. Invista em assentos com regulagem de altura, para manter o punho apoiado sobre a mesa de trabalho, evitando dores e tensões em outras musculaturas, como ombros e nuca.

SAÚDE: 7 transtornos que podem ser desenvolvidos no home office - saude, noticias, brasil

Imagem de PagDev por Pixabay

●       L.E.R. – Lesão por esforço repetitivo

Este tipo de lesão está relacionada à ergonomia. A L.E.R – Lesão por Esforço Repetitivo, atinge pessoas que desempenham atividades recorrentes, como a digitação, a costura, o corte de alimentos, a pintura, etc. Esta síndrome pode trazer também outras doenças, como tendinite e bursite.

Faça pausas esporádicas durante o trabalho,  mantenha a postura correta enquanto estiver sentado e evite deixar os punhos dobrados por muito tempo. Assim você inibe os riscos de sofrer com essa enfermidade.

Caso seja acometido por uma crise intensa, procure o ortopedista e relate as dores e prováveis causas. Geralmente o tratamento inclui descanso prolongado e uso de anti-inflamatórios.

●       Síndrome do túnel do carpo

A síndrome do túnel do carpo atinge o nervo mediano da mão, que passa pelo punho e vai até a palma. Essa doença pode causar formigamento ou sensação de agulhas nos dedos polegar, indicador e médio.

Similar à lesão do esforço repetitivo, porém a síndrome do túnel do carpo tende a piorar com o passar do tempo desde que se manifesta, trazendo dores mais intensas principalmente à noite.

Acomete trabalhadores que repetem movimentos com frequência, como uso de mouses e digitação.

O tratamento pode ser realizado com analgésicos, anti-inflamatórios, fisioterapia e, em último caso, intervenção cirúrgica.

SAÚDE: 7 transtornos que podem ser desenvolvidos no home office - saude, noticias, brasil

Imagem de GraphicMama-team por Pixabay

●       Olhos cansados – uso de telas

Outro cuidado que se deve ter no home office, é com a visão exposta às telas por longos períodos de tempo e com a distância incorreta. A luz dos aparelhos como computadores e celulares, não devem ficar a menos de 40 centímetros.

O aumento dessa permanência tem elevado casos de miopia. De acordo com a  Sociedade Brasileira de Oftalmologia, isso é preocupante e é um fenômeno mundial. A orientação dos especialistas é reduzir o uso de telas e intercalar com outras atividades, já que ao final do expediente em casa, a tendência é permanecer observando outra tela, como a TV ou o celular.

Verifique as configurações do seu aparelho, reduza a emissão de luz e se possível, adquira óculos específicos para trabalho, mesmo que você não tenha nenhuma doença pré diagnosticada.

●       Sedentarismo

Enquanto algumas pessoas utilizam o período em casa para mudar os hábitos e entrar em forma, outras podem cair no problema do sedentarismo. A falta de movimentos simples do dia a dia, como a ida às estações de trem e metrô ou até mesmo pedalar para chegar às empresas, podem causar uma queda brusca de movimento na rotina dos trabalhadores de home office.

O sedentarismo pode causar diversos males, como a obesidade, a diabetes tipo II, risco para doenças cardiovasculares e desencadear hipertensão, que quando descontrolada pode avançar para um infarto ou acidente vascular cerebral.

Para evitar esse problema, estabeleça uma rotina. Mesmo em casa, é importante assistir aulas de exercícios e praticá-los. Comece pelos exercícios mais simples e crie pequenas metas diárias e lembre-se que relaxar também faz parte do processo.

SAÚDE: 7 transtornos que podem ser desenvolvidos no home office - saude, noticias, brasil

Imagem de Clker-Free-Vector-Images por Pixabay

●       Saúde mental

Além de males físicos, é importante lembrar sempre sobre a saúde mental e emocional. Durante este período de menor socialização e maior distanciamento entre as pessoas, é muito comum ser acometido por transtornos, como ansiedade, depressão e síndrome do pânico.

Preste atenção no seu humor e se há mudanças repentinas ou sensação de tristeza profunda, mesmo sem motivo aparente. Desesperança, baixa autoestima, oscilação de sono e falta de apetite podem ser indícios de que é necessário apoio psicológico.

Assim como depressão, transtornos de ansiedade podem chegar aos poucos mas com sintomas evidentes, inclusive físicos, como coração acelerado, falta de ar, tremores e sudorese.

Busque um profissional caso identifique algum desses males. O isolamento repentino e forçado, pode acarretar tais problemas e isso é comum. Não se culpe e esteja aberto a receber ajuda.

●       Burnet

Um pouco mais silencioso e igualmente prejudicial à saúde, o Burnout também requer cuidados especiais. Se atualmente você só pensa em trabalho e não sente mais prazer em outras atividades do cotidiano que não estejam relacionadas a sua profissão, esse pode ser um sinal de alerta.

Preste atenção também ao seu descanso, pois se estiver com a sensação de que deveria estar produzindo e não consegue parar de pensar em trabalhar, esse distúrbio pode ter te acometido.

O burnout causa esgotamento físico e mental e pode ser tratado com apoio psicológico que ajuda a encontrar o equilíbrio na retomada da qualidade de vida do trabalhador.

SAÚDE: 7 transtornos que podem ser desenvolvidos no home office - saude, noticias, brasil

Imagem de StockSnap por Pixabay

Cuidados essenciais para o home office

Apesar de ter um lado positivo, como vimos até agora, o home office pode causar alguns males. É imprescindível tomar certos cuidados para evitar ser acometido por eles.

Alguns são:

Se organizar – mesmo em casa, é necessário que os horários sejam seguidos corretamente e que o posto de trabalho seja exclusivo para o trabalho. Crie uma agenda com as datas, horas de pausas e encerramento das funções, não ultrapasse as horas de expediente! Mantenha a mesa de trabalho organizada e livre de distrações.

Separar a vida profissional do trabalho – mesmo que no mesmo ambiente, as funções precisam ser definidas e separadas. O ideal é usar inclusive aparelhos diferentes, como celulares pessoais e corporativos. Se possível, não deixe no quarto ou sala os equipamentos de trabalho. Separe uma área da casa para este fim. A vida pessoal deve estar harmônica.

Buscar o equilíbrio no home office é importante não apenas para seu entusiasmo durante os jobs, mas também para fortalecer sua saúde física e mental. Não negligencie, combinado?

REFERÊNCIAS:

istoe.com.br/home-office-aumenta…

www.correiobraziliense.com.br/euestudante…

https://rockcontent.com/br/blog/ergonomia-no-home-office/

https://www.tuasaude.com/sindrome-do-tunel-do-carpo/

www.cnnbrasil.com.br/saude…

psicologia24hs.com.br/blog…