A Polícia Civil de Santo Antônio de Jesus (BA) prendeu uma mulher de iniciais A.F.P., de 21 anos de idade, acusada de assassinar Jorge da Conceição Amaral, fato ocorrido na noite de segunda-feira, dia 16 de novembro de 2020, no Bairro São Paulo.

De acordo com as investigações, a acusada e uma amiga estavam revendendo uma rifa da vítima, a qual iria ser sorteada no último dia 14. Ocorre que, até o momento do sorteio a vítima não recebeu a prestação de contas dos bilhetes vendidos pelas mulheres.

Passados alguns minutos do sorteio, a vítima foi procurada pelas duas mulheres, sendo que uma delas alegou que o bilhete sorteado teria sido vendido por ela e que o ganhador foi o pai dela. Diante do fato de não ter havido prestação de contas antes do sorteio, o qual comprovaria a venda do bilhete, a vítima se recusou a fazer o pagamento do prêmio que seria uma moto, ou a importância de R$ 9 mil reais.

De forma insistente a acusada, sua amiga e o pai desta, suposto ganhador da rifa, foram até a residência da vítima no dia do crime. Lá chegando, após receber nova negativa de pagamento, a acusada sacou de uma arma de fogo, tipo revólver calibre 38, e efetuou três disparos em na  vítima, que morreu no local.

A Polícia Civil instaurou Inquérito Policial, colacionou provas do crime e sua autoria, representou pela decretação da prisão preventiva da acusada, concluiu o Inquérito Policial e remeteu a Justiça, sendo cumprida a prisão preventiva na quinta-feira, dia 26.

A presa será transferida para o Presídio feminino de Salvador, onde permanecerá a disposição da Justiça Criminal e responderá pelo crime de homicídio qualificado, com pena de 12 a 30 anos de prisão.

Editado pelo Tribuna do Recôncavo | Informações: PC