Maria Damiana dos Santos, de 55 anos, que estava desaparecida desde o dia 1º de setembro, foi assassinada e enterrada no quintal do seu bar, localizado na Rua da Linha, em Santo Antônio de Jesus.

Após ter sido conduzido à Delegacia pela Polícia Civil, na tarde desta segunda-feira, dia 9, o companheiro da vítima, Antônio Borges, confessou o crime e posteriormente foi levado ao bar para desenterrar o corpo.

No local uma multidão o chamava de assassino, e ao retornar para a viatura, Antônio quase foi linchado por populares. O réu confesso foi levado novamente para a Delegacia de Polícia onde ficou a disposição da justiça.

A provável arma do crime, uma marreta com manchas de sangue que foi encontrado no imóvel, foi recolhido pela Polícia Técnica para ser confrontado com o DNA da vítima.

O corpo de Maria Damiana, em avançado estado de decomposição, foi removido para o DPT de Santo Antônio de Jesus, e em seguida foi encaminhado para Salvador para ser submetido ao exame de Raio X, para verificar se a vítima foi alvejada por disparos de arma de fogo, já que vizinhos relataram ter ouvido disparos na noite do dia 31.

Fonte: Tribuna do Recôncavo

MATÉRIA RELACIONADA: Dr Lino conta detalhes da perícia no corpo de mulher encontrada enterrada