O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou parte da receita do candidato Jerônimo Rodrigues, do PT, ao governo da Bahia. Jerônimo recebeu R$ 1,75 milhão do partido e, acrescido aos mais de R$ 40 mil advindos de doações de pessoas físicas, sua campanha tem quase R$ 1,8 milhão disponível até o momento.

Em comparação com seu principal adversário, ACM Neto (UNIÃO), e único outro candidato que divulgou receita ao TSE até agora, Jerônimo tem uma verba quase duas vezes menor. Isso porque o União Brasil é o partido com maior fundo eleitoral.

Neto não divulgou recursos oriundos de doações físicas e, por enquanto, os recursos partidários são os únicos que aparecem em sua prestação de contas. O candidato do União Brasil já tem R$ 3,5 milhões para gastar na eleição. Os outros candidatos ao governo do estado, João Roma (PL), Kleber Rosa (Psol), Marcelo Millet (PCO) e Giovani Damico (PCB) ainda não registraram receitas da campanha.

Metro1