O deputado estadual Soldado Prisco (PSC) não ficou satisfeito com a reunião de mediação do movimento de policiais paralisados da Associação dos Policiais e Bombeiros e de seus Familiares do Estado da Bahia (Aspra/Bahia), que aconteceu na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), nesta quinta-feira (10).

O encontro foi convocado pelo presidente interino da Casa, deputado Alex Lima (PSB), para tentar negociar o impasse. Prisco deixou a reunião irritado e alegou que o governador Rui Costa não tem a intenção de negociar com a categoria. Os demais deputados seguem reunidos.

O deputado estadual Robinson Almeida (PT), classificou o comportamento do deputado estadual Soldado Prisco (PSC) como “trapaça”. Para o petista, Prisco trapaceou e tentou transformar a reunião de mediação em rodada de negociação.

“(…)a reunião era para suprir uma demanda de Prisco, que disse que não tinha espaço na sociedade, imprensa e governo para ouvir suas demandas, e por isso Lima convidou a secretária de Relações Institucionais, Cibele, para receber isso(…) Ao que parece ele fez uma trapaça, negociou com o presidente de fazer uma reunião para entregar um documento e quis transformar a reunião em uma mesa de negociação, então se ele saiu frustrado é porque a trapaça dele não deu certo”, disse Almeida.

Editado pelo Tribuna do Recôncavo | Informações: Baha Noticias