O Ministério da Saúde informou que o primeiro lote importado de vacinas Jynneos/MVA-BN, contra o vírus Monkeypox, causador da varíola dos macacos, chegou ao Brasil nesta terça-feira, dia 04. A remessa inicial, que foi entregue no Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, é composta pelo total de 9,8 mil doses do imunizante.

Além disso, com a utilização do fundo da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), outras 50 mil doses foram adquiridas para serem estudadas em território brasileiro, conforme foi recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS). As unidades restantes dos imunizantes têm previsão de chegada ao país até o final do segundo semestre de 2022. Elas serão analisadas pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) antes de uma decisão ser tomada a respeito da liberação da aplicação das vacinas.

“É importante ressaltar que as vacinas são seguras e atualmente são utilizadas contra a varíola humana ou varíola comum. Por isso, o estudo pretende gerar evidências sobre efetividade, imunogenicidade e segurança da vacina contra a varíola dos macacos e, assim, orientar a decisão dos gestores”, afirmou a OMS, em nota.

Metro1