A Escola Indígena Pataxó Boca da Mata realizou, durante dois dias, o I Encontro de Agroecologia e Educação de Ciências e Matemática, na Aldeia Indígena Boca da Mata, em Porto Seguro (BA). A ação pedagógica, que encerrou nesta quinta-feira, dia 25, envolveu os costumes e as crenças do povo Pataxó e teve o objetivo de dialogar sobre as alternativas voltadas à contextualização do ensino para os povos indígenas e à familiarização do saber, entendendo ser a escola um ambiente de aprendizagem que proporciona reflexões e desmistifica conceitos e preconceitos.

Temas como ervas medicinais, biofertilizantes, conservação da biodiversidade, geologia dos solos e a Matemática nas construções tradicionais foram alguns temas abordados. A estudante Maria Luiza Guimarães, do Colégio Estadual Indígena Coroa Vermelha, falou de sua experiência no encontro. “Achei maravilhoso este encontro, por conta do aprendizado que tive nas discussões sobre Agroecologia, desmatamento e solo, entre outros temas importantes”.

A realização do encontro foi uma oportunidade, também, de fortalecer a Agricultura Familiar, como destacou a coordenadora pedagógica do Ensino Fundamental I da Escola Indígena Pataxó Boca da Mata, Juliana da Conceição Santana. “Além disso, foi importante para valorizar a cultura e a tradição Pataxó no uso dos remédios naturais a partir do cultivo de plantas medicinais, mostrando ao Brasil um modelo de vida mais sustentável. A parceria do Estado foi fundamental para a realização deste encontro”.

Ascom