Por meio de óculos de realidade virtual, o público da COP 27 tem, no Egito, a oportunidade de ser transportado para uma viagem de dez minutos pela Floresta Amazônica. A tecnologia permite ao visitante experimentar um passeio de barco pelo Rio Amazonas, ser recebido na casa de uma família ribeirinha cuja eletricidade é toda gerada por meio de painéis solares, adentrar pela rica vegetação da floresta e, em um dos momentos mais emblemáticos da viagem, conhecer o Observatório da Torre Alta da Amazônia (ATTO).

Trata-se de um importante projeto de pesquisa, instalado no meio da floresta, que conta com uma torre de aço de 325 metros de altura, maior do que a Torre Eiffel, em Paris, cujo objetivo é captar informações que permitam aos especialistas expandir nosso entendimento da Floresta Amazônica e suas interações com o solo abaixo e a atmosfera.

Até esta terça-feira, dia 15, mais de mil visitantes, de mais de 80 países, já haviam experimentado o tour virtual, produzido pela Secretaria Especial de Comunicação (SECOM) do Ministério das Comunicações, em parceria com o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações, Ministério de Minas e Energia e Ministério do Meio Ambiente.

Clique no play abaixo e faça um tour pela Amazônia:

Secretário da Amazônia e Serviços Ambientais do Ministério do Meio Ambiente, Marcelo Freire destaca a importância de o estande brasileiro na COP 27 contar com mais este atrativo para aproximar os visitantes estrangeiros e mesmo os brasileiros não apenas da Amazônia, mas das políticas públicas que são desenvolvidas para a proteção dos biomas nacionais.

“É a maior floresta tropical do planeta, uma riqueza natural que fascina as pessoas em todos os países, mas a maioria não tem a oportunidade de visitar a Amazônia. Poder trazê-la para perto deles na COP 27 de forma tão realista é algo incrível e estamos muito felizes com a reação das pessoas de todo o mundo ao experimentarem esse tour pela Amazônia”.

Editado pelo Tribuna do Recôncavo | Informações: EBC Serviços