Situada as margens do rio Jaguaripe, famosa pela produção da farinha de copioba e pelo tradicional festejo da ‘Feira dos Caxixis’, o município de Nazaré completou um ano sem homicídio. No período de 8 de julho de 2019 a 20 julho de 2020 não foi registrado crime violento letal intencional (CVLI) no município que, segundo o IBGE, tem aproximadamente 28 mil habitantes.

Equipes das polícias Militar e Civil apontam o trabalho conjunto e a intensificação das ações como causas do período tranquilo na cidade, distante 216 quilômetros de Salvador. O titular da 4ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior, com sede em Santo Antônio de Jesus, delegado Adilson Bezerra, explicou que o foco no combate ao tráfico de drogas tem sido importante vetor para a redução dos números.

“Temos reforçado as operações constantes contra o tráfico, sempre com o apoio investigativo da Delegacia Territorial de Nazaré e da Polícia Militar”, disse Bezerra.

A major Ana Paula Costa de Queirós, subcomandante do 14º Batalhão da Polícia Militar, também sediado em Santo Antônio de Jesus, falou sobre as ações ostensivas da PM contra as organizações criminosas da cidade.

“Alinhamos o nosso patrulhamento e trabalho de inteligência com equipes da Polícia Civil, além de autoridades municipais, Ministério Público e Poder Judiciário. O trabalho das equipes da Ronda Rural é um dos nossos braços na região campestre”, disse Queirós.

O último crime contra a vida na cidade foi registrado em agosto e já está em fase avançada de investigação.

Editado pelo Tribuna do Recôncavo | Informações: SSP