O Ministério Público Federal (MPF) denunciou 18 pessoas acusadas de integrarem dois grupos criminosos especializados no envio de cocaína do Porto de Salvador até a Europa. O envio era feito por meio de contêineres.

O esquema consistia na cooptação de funcionários do porto para inserir a droga em contêineres de frutas, transportados por navios. Na denúncia, o órgão pediu a responsabilização dos envolvidos por organização criminosa, associação para o tráfico, tráfico internacional de drogas, lavagem de dinheiro e falsificação de documento público.

As investigações se iniciaram em 2019, em parceria com a Polícia Federal e a Receita Federal, e culminaram na Operação Descontaminação, que em abril deste ano cumpriu 12 mandados de busca e apreensão e oito mandados de prisão preventiva nas cidades baianas de Salvador, Lauro de Freitas e Feira de Santana, além dos municípios paulistas de Sorocaba, Salto, Santos e São Vicente. Quatro dos denunciados continuam presos e outros dois permanecem com monitoramento eletrônico.

Metro1