A BBM Logística identificou, às 8 horas da manhã desta quarta-feira, dia 2, 233 pontos de bloqueios em rodovias de todo o país. A empresa, um dos maiores operadores logísticos do modal rodoviários do Brasil, utiliza sistemas de monitoramento e ferramentas de gestão de risco para acompanhar, em tempo real, a mobilização de caminhoneiros desde o último domingo. Veja abaixo a tabela que mostra a evolução do movimento:

Levantamento da BBM Logística mostra que liberação de bloqueios nas rodovias não avança - brasil

Os cinco estados mais afetados são: Santa Catarina (69 pontos de bloqueio), São Paulo (26), Minas Gerais (24), Mato Grosso (21) e Goiás (10). “A situação já é bastante crítica. À medida que não avançamos na liberação, cresce o risco de desabastecimento nos grandes centros urbanos. E isso afeta também os sistemas produtivos, que não recebem insumos para alimentar suas unidades. Soma-se a isso o fato de o setor de transporte ainda estar se recuperando dos recentes efeitos do período de forte oscilação nosmpreços dos combustíveis”, pondera André Prado, CEO da BBM Logística, vice-presidente de Operadores e Serviços Logísticos da Abralog (Associação Brasileira de Logística) e membro do Conselho Deliberativo da ABOL (Associação Brasileira de Operadores Logísticos).

ASCOM