O ministro da Economia, Paulo Guedes, prestou esclarecimentos, nesta terça-feira, dia 23, sobre sua conta nas Ilhas Virgens Britânicas. Durante sua passagem na Câmara dos Deputados, o gestor afirmou que abriu uma ‘offshore’ para não pagar impostos sobre fortunas.

“Offshore é um veículo de investimento absolutamente legal. É absolutamente legal […] Por razões sucessórias, se comprar ações de empresas, se tiver uma conta em nome da pessoa física, se você falecer, 46%, 47% é expropriado pelo governo americano. Tendo uma conta em pessoa física, todo seu trabalho de vida, ao invés de deixar para herdeiros, vira imposto sobre herança. Então o melhor é usar offshore, que está fora do continente”, disse.

Guedes também confessou que abriu a empresa “lá fora, em 2014 e 2015” e nunca teve “saco” para trazê-la ao Brasil. “A offshore é como se fosse uma ferramenta, uma faca, pode usar para o mal, para matar alguém, ou para o bem, para descascar uma laranja”, completou o ministro.

Bahia.Ba