O governo federal já retirou 1,3 milhão de beneficiários do programa Bolsa Família até novembro do ano passado devido a irregularidades no cadastro. De acordo com o Ministério da Cidadania, o cancelamento gerou economia de R$ 1,3 bilhão para os cofres públicos.

O porta-voz da Presidência da República, Otávio Rêgo Barros, afirmou que o governo já está com estudos avançados para colocar em prática a reformulação do programa.

Rêgo Barros disse, no entanto, que não foi estipulado um prazo ainda para que a reformulação ocorra. Uma das medidas discutidas é a mudança de nome do Bolsa Família.

Agência Brasil