Ações de prevenção e combate a desvios de energia realizadas pela Neoenergia Coelba levaram à recuperação de 303 milhões de quilowatts-hora (kWh), entre janeiro e setembro de 2022. O montante de energia é suficiente para abastecer toda a capital baiana, Salvador, por 30 dias. Só no último trimestre, foram mais de 106,8 milhões de kWh recuperados. Para alcançar esses resultados, foram realizadas ações de inspeções e regularização de clientes, com o uso de soluções inovadoras e tecnologia de redes inteligentes e modelos preditivos da concessionária – que aumenta a assertividade na identificação de situações irregulares.

Até setembro deste ano, foram realizadas mais de 230 mil inspeções na área de concessão da Neoenergia Coelba, com os desvios de energia sendo encontrados em todos os municípios e tipos de unidades consumidoras: residenciais, comerciais, indústrias, fazendas, dentre outros. Além das verificações, a empresa substituiu 133 mil medidores obsoletos e/ou com possíveis defeitos, uma das estratégias para prevenir erro na medição do consumo de energia elétrica.

Outra ação realizada pela Neoenergia Coelba é a regularização de unidades clandestinas, ou seja, a instalação de medidores de energia para consumidores que ainda não têm o equipamento e, portanto, estão irregulares. A solicitação pode ser feita às concessionárias e a ligação é realizada de forma gratuita. Até setembro deste ano, foram regularizadas 48 mil ligações clandestinas.

“O investimento contínuo em tecnologias e intensificação das operações fazem com que os números do combate ao furto de energia evoluam a cada ano. A energia recuperada nos primeiros nove meses de 2022 na Bahia, por exemplo, foi 15% superior ao mesmo período do ano passado. Seguiremos atuando de forma contundente para que a prática ilegal seja inibida”, afirma Rodrigo Almeida, gerente de Gestão da Receita da Neoenergia Coelba.

CRIME E DENÚNCIA

O furto de energia é crime previsto no artigo 155 do Código Penal Brasileiro, com pena de até a oito anos de reclusão pela prática ilegal. Além disso, os desvios de energia prejudicam todos os clientes, já que promovem modificações inapropriadas na rede, trazendo riscos à vida, e parte do valor da energia furtada acaba sendo pago entre todos os consumidores. Por isso, a Neoenergia Coelba reforça a importância de denunciar fraudes. As denúncias são feitas de forma anônima pelas Centrais de Relacionamento, como o teleatendimento 116, ou o site www.neoenergiacoelba.com.br.

ASCOM