Moradores do Povoado do Caminhoá, em Cruz das Almas, utilizaram e rede social para denunciar o caso de uma idosa de 72 anos que está vivendo em condições sub-humanas, na zona rural do município. Segundo moradores que são vizinhos da idosa, ela passa a maioria do tempo deitada em um banco de madeira e coberta por moscas.

Abandonada pela família, dona “Dodola”, como é conhecida, ainda apresenta feridas pelo corpo, provavelmente provocadas pela diabetes. O caso chamou a atenção da população que cobrou providências das autoridades.

Segundo a lei, abandonar o idoso em hospitais, casas de saúde ou estabelecimentos similares, ou não prover suas necessidades básicas, é atitude passível de detenção, que pode variar de seis meses a três anos, além de render multa. Também podem ficar presos por até um ano aqueles que colocarem a integridade física e a saúde da pessoa idosa em risco.

Forte Noticias