Começa nesta quinta-feira, dia 3, e segue até o domingo, dia6, a Flica – Festa Literária Internacional de Cachoeira. O evento que em 2022 completa dez anos trará nomes como o rapper MV Bill, os escritores Ricardo Ishmael e Edgard Abbehusen e as escritoras Cidinha Silva, Bárbara Carine e Carla Akotirene. A Geração Flica, espaço dedicado para o público jovem, vai contar com a participação de nomes famosos em redes sociais, como os digitais influencer Vitor Fernandes e Matheus Peleteiro e o apresentador baiano Aldri Anunciação.

Com o tema ‘Liberdade e Literatura Brasis’, a Flica retorna depois de um hiato de dois anos. O evento busca comemorar o Bicentenário da Independência Política do Brasil, refletindo sobre as diferentes culturas existentes no país. Além da literatura, a Festa também vai prestigiar nomes do teatro e da música, como o Ilê Aiyé, a Orquestra Feminina do Recôncavo, a Filarmônica Lyra Ceciliana, Sued Nunes e Nelson Rufino.

Na programação será possível conferir a Geração Flica, ambiente voltado para o público jovem; a Fliquinha, programação infantil da Festa que irá ocorrer na Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); uma livraria e a Tenda Paraguaçu, espaço que reunirá os principais autores da festa.

Sobre a Flica

Com primeira edição em 2011, há 10 anos a Festa Literária Internacional de Cachoeira (Flica) se estabelece como um dos principais encontros literários do Brasil, tornando-se um local de reunião de multidões criativas de todas as origens. A festa nasceu e se afirmou no Recôncavo da Bahia, no município de Cachoeira, região estratégica para o entendimento do desenvolvimento socioeconômico e cultural do Brasil e pano de fundo para escritores como Gregório de Matos, Castro Alves, João Ubaldo Ribeiro e Jorge Amado. O evento é uma realização da Fundação Hansen Bahia em parceria com a CALI – Cachoeira Literária, conta com o patrocínio da Bahiagás e do Estado da Bahia e tem a LDM como livraria oficial, com apoio da Prefeitura de Cachoeira, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia -UFRB e Instituto Ibirapitanga.

Editado pelo Tribuna do Recôncavo | Informações: ASCOM