A cidade de Cachoeira, no Recôncavo baiano, tornou-se sede do Governo do Estado na tarde deste sábado (25). A mudança simbólica ocorre desde 2007, quando a lei 10.695 foi aprovada, ela tem como propósito ressaltar a importância do município nas batalhas travadas pela conquista da Independência do Brasil, que tiveram início no dia 25 de junho de 1822 e neste ano celebra o seu bicentenário. O evento histórico possibilitou a libertação baiana do domínio da coroa portuguesa, em 2 de Julho do ano posterior.

A cerimônia deste sábado (25) contou com a presença do governador Rui Costa, que comentou sobre a relevância do dia para a história.”Nessa data, assim como o 2 de Julho, a gente se sente orgulhoso de ser baiano. A Bahia e os baianos e baianas têm um destaque e uma força especial na história desse País, não só no curso civilizatório, mas uma presença forte na história, na música e cultura”, afirmou.

A solenidade contou ainda com desfile cívico, honras militares e o ‘Te Deum’, ato religioso em memória aos que lutaram pela independência, realizado na Paróquia Nossa Senhora do Rosário. “Estamos iniciando as comemorações do bicentenário [da Independência] com a presença do governador, que nos presenteou com um pacote de obras importante para a nossa cidade, o povo de Cachoeira está em festa”, exaltou Eliana Gonzaga, prefeita do município.

Metro1