O candidato ao governo da Bahia ACM Neto (União Brasil) voltou a cobrar da Justiça Eleitoral tratamento isonômico entre todos os candidatos. Há oito dias praticamente sem propaganda na televisão e no rádio, ACM Neto afirmou em suas redes sociais que nada vai silenciar o desejo de mudança dos baianos. “Se não estamos na TV, vamos mandar nossas mensagens nas redes, no zap, nas ruas. Vamos comigo nessa corrente pra mudar a Bahia. Nada será mais forte do que a vontade do povo”, disse o candidato.

ACM Neto perdeu o tempo de propaganda no rádio e na TV por ter usado o espaço dos candidatos a deputado do seu partido para criticar o candidato ao governo, Jerônimo (PT). Na noite de sábado, dia 17, durante evento político em Serra do Ramalho, ACM Neto voltou a criticar a Justiça Eleitoral pela decisão.

“Alô Justiça Eleitoral da Bahia, queremos justiça. Ninguém vai me calar. Tô aguardando, viu? Ao Tribunal de Justiça, ao Tribunal Regional Eleitoral, aos juízes. Primeiro, o meu respeito, sempre tive. Depois, a minha palavra de que não vale o que está acontecendo. A gente não vai deixar ninguém nos calar. Alô, Justiça, por favor, estamos esperando a providência de vocês”.

Editado pelo Tribuna do Recôncavo | Informações: ASCOM