Um homem de 35 anos teve uma luva cirúrgica colocada no lugar de uma bolsa de colostomia em uma clínica particular de Curitiba. João Carlos dos Santos, de 35 anos, disse que inicialmente não viu problemas na situação e aceitou a colocação do item. No entanto, ao chegar em casa, ele disse que “caiu a ficha”.

Segundo o paciente, ele precisava do equipamento coletor enquanto se recuperava de um procedimento pós-operatório no rim. Porém, ao ir à clínica para colocar o item, o médico disse que a instituição estava sem a bolsa e informou que colocaria a luva em substituição. O caso aconteceu em 22 de setembro no Centro Clínico Pinheirinho, unidade da NotreDame Intermédica. Inicialmente, ao serem questionados se o caso teria acontecido em um hospital do grupo, a empresa respondeu apenas lamentando o ocorrido.

Na terça-feira, dia 11, após a publicação da reportagem, a empresa divulgou que o caso aconteceu no Centro Clínico. Por nota, a empresa também lamentou o ocorrido e disse que desligou o médico da equipe. Também afirmou que o paciente está bem e que todas as demandas dele “estão assistidas”.

Editado pelo Tribuna do Recôncavo | Informações: G1/ Bahia