Morreu na tarde de sexta-feira, dia 22, em Jequié (BA), o cantor e compositor Roque Luy. O mesmo foi acometido por um infarto fulminante, dentro de sua residência na Avenida Lyons Club. O artista morou em Ipiaú onde fez algumas apresentações e deixou muitos amigos. Também passou uma temporada em Mucugê, na Chapada Diamantina.

De estilo irreverente e escancarado, visual de roqueiro, Roque Luy era natural de Jequié e teve projeção estadual ao cantar nos carnavais de Salvador com as bandas Top 69 e Tiete Vips, em seus respectivos trio elétricos. Atuou em diversos grupos musicais em Jequié, dentre os quais o Conjunto Kynta Dimensão e a banda Embalo 4. Fez dupla com o vocalista Rosy, animando eventos em diversas cidades da região, com destaque para o São João de Itagibá.

Para o radialista e músico Celso Rommel, Roque Luy Considerado foi uma das grandes vozes da música regional, deixando filhos e várias músicas autorais gravadas ao longo da carreira. “Roque era artista o tempo inteiro”, disse Rommel.

Editado pelo Tribuna do Recôncavo | Informações: Giro Ipiau1 e Jequié Repórter