A Caixa Econômica Federal alcançou a marca de R 48,3 bilhões em contratos de financiamento habitacional pelo Programa Casa Verde e Amarela em 2022, beneficiando mais de 1 milhão de pessoas. O banco, que responde por 99% da execução do Programa, atingiu R 19,3 bilhões aplicados nessa modalidade de financiamento entre julho e setembro deste ano, um resultado 36,4% superior ao mesmo período de 2021 e 20,4% maior que o 2º trimestre de 2022.

No crédito concedido às construtoras, destinado à produção de novas unidades habitacionais, foram aplicados
R$ 3,8 bilhões no 3º trimestre de 2022, um aumento de 71,7% em relação ao mesmo período de 2021 e 19,6% maior que o 2º trimestre de 2022. Os números reforçam o importante papel da CAIXA na habitação popular, facilitando o acesso das famílias de baixa renda à casa própria e fomentando o setor da construção civil.

Medidas de estímulo:

Os resultados positivos são consequência de medidas adotadas em julho pelo banco, com base nas alterações sugeridas pelo Governo Federal e aprovadas pelo Conselho Curador do FGTS. As medidas têm proporcionado melhores condições de financiamento aos clientes e alcançam um público maior. Dentre elas, destacam-se:

  • Ampliação do prazo máximo de financiamento de 30 para 35 anos nas concessões;
  • Ampliação da renda familiar para até R$ 8.000,00;
  • Aumento do subsídio para famílias com renda até R$ 4.400,00;
  • Possibilidade de financiamento de imóveis novos de um dormitório

Mais informações:

Pelo simulador habitacional disponível no aplicativo Habitação CAIXA ou no site do banco, o cliente pode simular a operação pretendida. Após a simulação, é possível realizar o processo de aprovação da operação no próprio App ou, ainda, por meio de uma das agências da CAIXA ou de um Correspondente CAIXA AQUI.

Para mais informações sobre o crédito imobiliário, os clientes também podem consultar o aplicativo Habitação CAIXA ou buscar atendimento pelos telefones 4004-0104 (capitais e regiões metropolitanas) e 0800-104-0104 (demais localidades) ou pelo site do banco.

ASCOM