De acordo com a Pesquisa de Informações Básicas Municipais e Estaduais (Munic), divulgada  pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), nesta quarta-feira, dia 25, caiu o número de museus e bibliotecas no Brasil, nos últimos quatro anos. Segundo o levantamento, enquanto em 2014 27,2% dos municípios do país possuíam museus, em 2018 a porcentagem desceu para 25,9%. Já quanto às bibliotecas, o percentual caiu de 97,1% para 87,7%, no mesmo período.

Os dados apontam ainda que diminuiu também o número de cidades com bibliotecas em obras de implantação, reforma ou modernização, passando de 44,2% para 36,9%. “Também os equipamentos sob responsabilidade dos governos estaduais, com exceção das bibliotecas que se mantiveram em número estável, apresentaram redução: museus, teatros, centros culturais, arquivos públicos, estádios e centros de artesanato”, avalia Vânia Maria Pacheco, gerente da pesquisa.

Se por um lado os dados sobre biblioteca e museus foram negativos, por outro, a pesquisa mostra que iniciativas de apoio financeiro a atividades culturais tiveram um incremento. Essas iniciativas foram majoritariamente eventos, realizados em 75,7% dos municípios em 2018, em contraposição aos 60,2% registrados em 2014. O levantamento mostra também que 96% dos municípios têm alguma estrutura da gestão municipal de cultura.

Além disso, 31,8% das cidades possuem legislação de proteção de patrimônio, um avanço em relação aos 27,2% de 2014. O IBGE constatou também que 20 das 27 unidades federativas possuem secretarias exclusivas de gestão cultural. O levantamento mostra que há um plano estadual de cultura em 17 delas e, em outras sete, ele estava em processo de elaboração quando a pesquisa foi realizada no ano passado. Somente Amapá e Paraíba não contavam, na ocasião, com fundo estadual de cultura.

Bahia Noticias