A Coelba inaugurou nesta última quinta-feira, dia 11, em Salvador, um centro de operação integrada (COI), com o objetivo de ter mais uma opção para o monitoramento da rede elétrica. Foram destinados quase R$ 37,5 milhões para a construção da unidade.

A iniciativa dá continuidade à implementação do Programa SISCON, que contempla a implementação de novos sistemas, a modernização da infraestrutura de informação e a padronização dos processos de operação. Com o programa, a Coelba terá uma das maiores soluções de Sistema de Gerenciamento Avançado da Distribuição em volume de dados do segmento em âmbito global que impulsionará o processo de transformação digital nas operações das distribuidoras.

O novo COI dispõe de 30 posições de operação aptas a controlar e monitorar os equipamentos de toda a área de concessão da Coelba, com capacidade semelhante ao COI principal, em operação desde janeiro deste ano. Localizado na capital baiana, o novo centro de operações possui uma infraestrutura de última geração que permite a continuidade das atividades de monitoramento na rede. O funcionamento é garantido mesmo em situações em que o COI principal não esteja disponível, o que resulta em mais segurança e confiabilidade na estabilidade do serviço de distribuição de energia na Bahia.

Os investimentos têm impacto positivo nos indicadores de qualidade do serviço de fornecimento estabelecidos pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) como o DEC (Duração Equivalente de Interrupção por Unidade Consumidora) e FEC (Frequência Equivalente de Interrupção por Unidade Consumidora). “Atuamos para garantir maior confiabilidade ao serviço que prestamos aos baianos, com uma gestão eficiente dos nossos ativos”, afirma Luiz Antonio Ciarlini, diretor-presidente da Neoenergia Coelba.

Editado pelo Tribuna do Recôncavo | Informações: Ascom