O Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) mandou que a campanha de Jerônimo Rodrigues (PT) retire do ar a propaganda que relacionava indiretamente o candidato a governador ACM Neto (UNIÃO) ao presidente Jair Bolsonaro (PL), e nomeava o adversário de “candidato do tanto faz”. A decisão atende a um pedido do próprio candidato do União e de sua coligação aliada, “Pra Mudar a Bahia”.

De acordo com o pedido, a alusão de que Neto seria o candidato do “tanto faz” seria uma “forma ardilosa e com viés de desinformação” para associar o ex-prefeito de Salvador ao atual presidente. O grupo se refere a uma propaganda veiculada na televisão, durante o horário eleitoral, no dia 2 de setembro.

Na decisão, a juíza Carina Cristiane Virgens determina que a propaganda deve ser retirada do ar no prazo de 24 horas, a partir do momento em que o partido for notificado da sentença. Caso a peça não saia do ar, uma multa de R$ 3 mil será cobrada a cada reapresentação. Além disso, a Justiça permite o prazo de dois dias para apresentação de defesa.

Metro1