O Balé Folclórico da Bahia abriu inscrições, neste sábado (13), para oficinas gratuitas de técnicas de figurino, adereços, cenotecnia e iluminação. As atividades serão realizadas no Teatro Castro Alves (TCA), em Salvador, de 22 de agosto até 20 de novembro.

A iniciativa tem como objetivo promover a formação, aperfeiçoamento de profissionais e preparar pessoas para novos desafios. Para participar é preciso ter experiência na área. As inscrições podem ser feitas através do formulário disponível na internet, e haverá uma seleção prévia dos candidatos.

O Balé Folclórico da Bahia ainda promove a montagem de uma exposição e do novo espetáculo “O Balé Que Você Não Vê”, com estreia mundial prevista para novembro no TCA. Entre os participantes das oficinas estão a Meninos Rei, marca baiana que que tem ganhado destaque no mundo da moda há seis anos, reverenciando a ancestralidade, e tendo como base os tecidos africanos. As peças se conectam com o contemporâneo em criações modernas afro-urbanas.

O cenógrafo, figurinista, aderecista e maquiador, idealizador e coordenador do Acervo Boca de Cena Maurício Martins, também marca presença nas atividades, assim como Adriano Passos, coordenador de Cenotecnia do Teatro Castro Alves, experiente em todas as frentes da construção cenográfica: serralheria, marcenaria, pintura e elétrica. Todas essas etapas serão ensinadas na oficina conduzida por ele.

Irma Vidal, artista iluminadora, professora do Núcleo Cultural ICEIA, produtora e assessora técnica do Teatro Castro Alves, onde também já atuou como diretora de cena e gerente técnica do Balé do Teatro, é responsável pela oficina de criação e construção da iluminação das coreografias Okan e Bolero.

Bahia Noticias