O prefeito do município baiano de Planaltino, Ronaldo Lisboa da Silva, conhecido como Romi, vai deixar o Partido Liberal (PL) para voltar ao Partido dos Trabalhadores (PT), legenda da qual foi filiado do ano de 2009 ao de 2011. A confirmação do retorno do prefeito à legenda foi feita nesta quarta-feira, 18, na sede do PT Bahia, em Salvador, durante encontro dele com o presidente estadual do PT, Éden Valadares.

Presidente municipal do PT de Planaltino durante dois anos, o prefeito destacou que sua vontade sempre foi voltar a ser filiado ao Partido. “Estou muito alegre, muito contente de ter retornado ao PT, era o meu sonho. Logo no início de tudo, nós ficamos com o governador Jerônimo, apoiamos junto ao ex-governador Rui Costa, hoje ministro, e estamos juntos. A população de Planaltino sabe que a gente já está retornando ao PT e também ficou muito alegre.  Vamos ficar até o fim com Jerônimo, no que depender, nós estamos para ajudar o governador e no que precisarmos, a pedido da população, também vamos procurá-lo. A partir de hoje já está selada essa união”, afirmou.

O presidente do PT Bahia, Éden Valadares, desejou boas-vindas ao gestor municipal e afirmou  que Romi pode contribuir muito com o Governo Estadual. “Só de o senhor estar agora de novo com a gente no time do 13, ajudar Jerônimo a fazer melhor do que Rui e Wagner fizeram, que esse é o nosso desafio. Wagner pavimentou, Rui acelerou e agora com Jerônimo, na parceria com Lula, vamos decolar. Nós temos chance, Rui deixou muita coisa engatilhada, muita entrega, quatro hospitais, cinco policlínicas, estradas, 31 aeroportos, 260 escolas. Jerônimo tem uma carteira para entregar de notícia para o povo da Bahia e ele tem uma grande disposição de diálogo”, disse Éden.

Ascom