Ao menos 3 cidades do recôncavo foram atingidas pelo temporal que caiu na região na tarde desta quarta-feira, dia 01. As localidades de Lagoinhas, Nova Aparecida, em Cabaceiras do Paraguaçu, foram as mais atingidas pelo fenômeno climático que derrubou árvores, muros, destelhou casas e quase deixou pessoas desabrigadas. Segundo um comerciante que preferiu não ter o nome divulgado, a cunhada dele fraturou uma das pernas ao ser atingida por um cajueiro que foi derrubado pela ventania.

“Moro aqui há mais de 45 anos, essa é a primeira vez que vejo algo assim”, contou. O morador disse ainda que assim que começou a chuva e o vento forte, ele tentou colocar o carro na garagem e por muito pouco não foi atingido por um galho de uma árvore que foi arrancado pelo vento. “Assim que eu manobrei o carro percebi que a ventania tinha arrastado um galho em minha direção, mas por sorte conseguir frear a tempo de evitar o pior”, acrescentou. O fenômeno provocou interrupção no fornecimento de energia e no abastecimento de água nos municípios atingidos.

Em Cruz das Almas o povoado atingido foi a comunidade da Piaba. O vento forte arrancou árvores pela raiz e uma delas caiu e por muito pouco não atingiu uma residência. Caso semelhante aconteceu na cidade vizinha de Sapeaçu, na Quimba de Lau. O temporal também destelhou casas e derrubou árvores, deixando moradores apreensivos e trancados dentro de suas residências. “Parecia um furacão, algo assustador que nunca tinha visto em nossa região”, disse Mario Soledade, durante entrevista. Moradores das áreas atingidas contabilizaram prejuízos e aproveitaram esta quinta-feira, dia 02, para recuperar aquilo que sobrou.

Reportagem: Panorama FM 93 | Redação: Forte na Notícia