Não é novidade que o café é uma das bebidas mais consumidas no Brasil, perdendo apenas para a água. Mas apesar da forte preferência do brasileiro, muitas pessoas ainda não conhecem as vantagens do consumo da bebida no dia a dia. De acordo com uma pesquisa publicada em setembro pela European Journal of Preventive Cardiology, beber 150 ml de café moído ou instantâneo por dia pode auxiliar na redução de até 27% de risco de doenças cardíacas e até mesmo na morte precoce.

Ainda segundo o estudo, os pesquisadores identificaram algumas “reduções significativas” no risco de doença cardíaca coronária, insuficiência cardíaca congestiva e acidente vascular cerebral no consumo diário. Mesmo que o hábito de beber seja feito de forma sensorial, a procura pela bebida no dia a dia pode ser percebida por quem trabalha no ramo.

“As pessoas gostam de beber café, seja para compartilhar um momento com alguém, na hora de ir para o trabalho ou para escola ou até mesmo para fazer uma pausa ao longo do dia. O café faz parte do cotidiano do brasileiro. É uma paixão nacional”, disse Vinicius Delatorre, diretor operacional da Mais1 Café.

Pensando nas vantagens que a bebida pode trazer para a saúde e bem-estar das pessoas, conheça alguns benefícios ao incluí-lo na rotina:

Estimulante natural – A bebida é uma fonte de energia, deixando o organismo mais ativo, combatendo o cansaço e deixando o corpo em estado de alerta. Assim, também pode funcionar como um auxílio para o aumento da capacidade de aprendizagem e da resistência física corporal.

Reduz a chance de câncer de fígado – Dados de um estudo realizado pela Queen’s University Belfast, no Reino Unido, comprovam que quem consome 50 ml de café regularmente pela manhã tem 50% menos chance de desenvolver carcinoma hepatocelular, conhecido popularmente como câncer de fígado.

Combate às inflamações – De acordo com uma pesquisa publicada em 2016, pela Universidade de Stanford, a cafeína é uma das responsáveis por agir contra a inflamação do corpo causada pelo envelhecimento, assim, a bebida se torna um anti-inflamatório não convencional.

Fonte: Mais1 Café