web analytics

Altas de luz e gás impactam 3 vezes mais no bolso dos mais pobres

Foto: Divulgação

Os que mais sofreram com aumento das tarifas de energia elétrica e com alto preço do botijão de gás foram os trabalhadores mais pobres, aponta o indicador do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) de Inflação por Renda.

Segundo a Folha de S. Paulo, a alta de 4,6% na energia e de 1,6% no gás teve um impacto quase três vezes maior sobre a inflação dos mais pobres do que dos mais ricos.

O mesmo indicador apontou que a contínua queda do preço dos alimentos está aliviando o custo de vida dos mais pobres, grupo no qual os produtos alimentícios possuem maior peso. Em novembro, os alimentos completaram sete meses de preços mais baixos, registrando uma queda de 0,38%. (bahianoticias)

Economia do Brasil cresce 0,1% e fica estável no 3º trimestre

Foto: Daniel Isaia/ Agência Brasil

O IBGE informou nesta sexta-feira (1º) que o PIB (Produto Interno Bruto) cresceu 0,1% no terceiro trimestre e ficou praticamente estável em relação aos três meses imediatamente anteriores. Ainda assim, é o terceiro trimestre seguido de resultado positivo. O Codace (Comitê de Datação de Ciclos), grupo de reúne economistas para estudar os ciclos econômicos no Brasil, avalia que a recessão terminou em dezembro de 2016, após 11 trimestres seguidos de queda – segundo o grupo, a recessão começou no segundo trimestre de 2014.

Em relação ao terceiro trimestre do ano passado, o PIB cresceu 1,4% entre julho e setembro deste ano. Neste ano, até setembro, a expansão é de 0,6%. O resultado do trimestre veio um pouco abaixo do que previam os analistas, que esperavam uma alta de 0,3% ante os três meses anteriores. Antes da divulgação deste resultado, a expectativa dos analistas era de um crescimento do PIB de 0,7% neste ano.

A principal dúvida é sobre a capacidade do país em manter a trajetória de recuperação, em meio a incertezas em relação à dinâmica das contas públicas, o que pode voltar a disparar os juros, o câmbio e a inflação. A dívida brasileira, hoje equivalente a 74% do PIB, cresce de maneira acelerada e o governo enfrenta dificuldades em colocar em prática medidas de contenção do aumento das despesas. A principal delas, a reforma da Previdência, enfrenta forte resistência de parlamentares. (Informações: Folhapress)

Com mais aceitação, Planalto libera mais R$ 72 milhões para publicidade da reforma da Previdência

Animado com a primeira pesquisa após a divulgação de peças publicitárias sobre a reforma da Previdência, o Planalto liberou mais R$ 72 milhões para reforçar a comunicação da proposta. Segundo informações da coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo, levantamentos pagos por parlamentares do Nordeste indicam que a aceitação da proposição cresceu notavelmente, principalmente nas classes D e E

A maior fatia do novo aporte será aplicado para ampliar a exibição das propagandas que defendem as novas regras da Previdência. Uma parte menor será usada para divulgar o programa avançar. Nas consultas feitas pelos parlamentares, há indícios de que começou a pegar o mote “combate aos privilégios”.

A cúpula do governo avalia que o momento em que o narrador da peça publicitária diz a uma empregada doméstica que nada vai mudar para ela foi o de maior aceitação. Paralelamente, o presidente Michel Temer pede apoio em todas as audiências. Nesta quarta (29), admitiu a um grupo de parlamentares que a estratégia “pode dar certo ou não”. “Mas estou fazendo a minha parte”, disse. Na contramão, deputados que resistem ao projeto começaram a defender que ele seja reduzido à idade mínima. (Bahia Noticias)

Bancos fecham acordo sobre planos econômicos

Imagem Ilustrativa

Os bancos e os poupadores firmaram um acordo sobre as perdas de rendimento que as poupanças sofreram com a mudança dos planos econômicos nas décadas de 1980 e 1990.

Com o pacto, quase um milhão de processos que tramitam há anos na Justiça referentes aos planos Bresser, Verão, Collor 1 e Collor 2 serão encerrados. O acordo prevê o pagamento de mais de R$ 10 bilhões, que poderão beneficiar três milhões de pessoas. (Bahia.Ba/ G1)

Black Friday 2017 já tem mais reclamações em relação a 2016

Foto: Rovena Rosa/ Agência Brasil

O brasileiro incorporou a Black Friday em seu calendário de compras, mas ao mesmo tempo se preparou para não cair em descontos enganosos. Segundo levantamento do Reclame Aqui, até o momento foram registradas 1,374 mil reclamações, um aumento de 16,7% em relação ao mesmo período do ano passado. O principal motivo é a propaganda enganosa, que atinge 14% das queixas. Divergência de valores e problemas para finalizar a compra também foram reportados.

Para Felipe Paniago, diretor de marketing do Reclame Aqui, “o consumidor está mais preparado e aprendeu a detectar se as ofertas são verdadeiras ou não”. Ainda de acordo com Paniago, os brasileiros esperavam mais. “Descontos de 50% não aconteceram muito e era o que o consumidor estava esperando. Produtos com 20% são considerados com boa oferta”, diz. O número de reclamações reportadas ao órgão oficial de defesa do consumidor, o Procon, é mais baixo. De acordo com balanço divulgado pelo Procon- SP, até as 11 horas desta sexta-feira, 24, foram recebidas 160 reclamações. A empresa B2W Companhia Digital (dona de Submarino, Shoptime, Americanas.com), a Casasbahia.com, Extra.com e Pontofrio.com lideram a lista com 19 queixas (11,88%, cada).

Em seguida está a KaBuM!, com 7 reclamações. O motivo principal é a maquiagem de desconto, ou seja, quando a oferta oferecido sobre o preço do produto ou frete não é real. A indisponibilidade de produtos em estoque foi a segunda maior queixa. Ao todo, o Procon-SP realizou 320 atendimentos entre reclamações e orientações. (Estadão Conteúdo)

Petrobras reajusta preço da gasolina nas refinarias nesta sexta

Foto: Fernanda Carvalho/ Fotos Públicas

Os preços da gasolina sofrerão uma alta, a partir desta sexta-feira (24), de 1,9% nas refinarias. O anúncio foi feito pela Petrobras nesta quinta (23).

O valor médio do produto, na última semana, atingiu R$ 3,996, um recorde, segundo informações da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP)

Apesar do aumento nas refinarias, os postos de gasolina têm a liberdade de decidir se vão repassar o reajuste aos consumidores. (Bahia.Ba)

Saldo negativo do Brasil com o exterior é o melhor em 10 anos

Foto: Marcos Santos/ USP Imagens

As transações do Brasil com o exterior ficaram negativas em US$ 343 milhões no mês passado, divulgou o Banco Central nesta quinta-feira (23). De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, foi o melhor resultado para outubro desde 2007.

No acumulado do ano, as transações do Brasil com o exterior são deficitárias em US$ 3 bilhões, também o melhor resultado em 10 anos. O resultado do mês passado foi influenciado pelo desempenho da balança comercial, com superação das exportações sobre as importações em US$ 4,9 bilhões.

No caso da balança de serviços, que foi impactada principalmente por viagens e aluguel de equipamentos, o déficit foi de US$ 2,7 bilhões. (Bahia.Ba)

Temer faz reunião para discutir nova versão da reforma da Previdência

Em um esforço para evitar o fim da reforma da Previdência Social, o presidente Michel Temer (PMDB) se reuniu na manhã desta quarta-feira (08), no Palácio do Planalto, com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles. O encontro durou cerca de uma hora.

Assessores do Planalto disseram ao blog de Valdo Cruz que o peemedebista pretendia discutir com os parlamentares e com os integrantes de sua equipe “até onde dá para negociar a proposta que está na Câmara e fechar um novo texto para levar aos líderes dos partidos aliados”. (Bahia.Ba/ G1)

Entrada de dólares no país supera saída em US$ 3,9 bilhões em outubro

Mais dólares entraram no país do que saíram em outubro. De acordo com dados do Banco Central (BC), divulgados nesta quarta-feira (08), o fluxo cambial ficou positivo em US$ 3,912 bilhões, no mês passado.

Em outubro, a conta financeira (investimentos em títulos, remessas de lucros e dividendos ao exterior e investimentos estrangeiros diretos, entre outras operações) registrou entrada líquida de US$ 762 milhões, enquanto o segmento comercial (operações de câmbio relacionadas a exportações e importações) registrou US$ 3,150 bilhões.

Nos primeiros dias deste mês, o resultado ficou negativo. O fluxo cambial registrou saída líquida de US$ 1,347 bilhão, nos dois primeiros dias úteis deste mês. O segmento financeiro ficou negativo em US$ 1,704 bilhão, e o comercial, positivo em US$ 357 milhões. De janeiro a 3 de novembro, o fluxo cambial registrou saldo positivo de US$ 9,244 bilhões. (Informações: Agência Brasil)

Após reajuste nesta terça, gasolina e diesel tem aumento de preço nesta quarta

O preço do óleo diesel comercializado nas refinarias da Petrobras elevará 2,5% a partir da 0h desta quarta-feira (08), e a gasolina será reajustada em 0,6%. A empresa já havia divulgado na noite desta segunda-feira (06), um aumento que começaria a vigorar nesta terça (7), de 2,3% para a gasolina e 1,9% para o diesel.

De acordo com informações da Agência Brasil, a petrolífera justificou a alteração com o “aumento das cotações dos produtos e do barril do petróleo no mercado externo, influenciado pela geopolítica internacional, assim como pela continuidade da política de contenção da oferta pela Organização dos Países Produtores de Petróleo (Opep)”.

A Petrobras citou também “a depreciação do valor do real frente ao dólar”. No caso da gasolina, é o quarto reajuste consecutivo concedido pela estatal neste mês. No começo de outubro o combustível chegou a apresentar queda de 0,2%, para depois subir 0,9% no dia 2 e 3,6% no dia 4. O valor do diesel também começou o mês em queda de 0,4%, mas já acumula três aumentos no mês. (Bahia Noticias)

Receita abre consulta ao 6º lote de restituição do Imposto de Renda

A Receita Federal libera, a partir de 9h desta quarta-feira (08), a consulta ao sexto lote de restituição do Imposto de Renda. Segundo a Receita, cerca de 2,36 milhões de contribuintes serão contemplados no lote, que totaliza mais de R$ 2,8 bilhões. O órgão também pagará restituições de anos anteriores que ficaram retidas na malha fina.

Somando o lote de 2017 e os passados, cerca de 2,43 milhões de contribuintes receberão R$ 3 bilhões. O pagamento será realizado no dia 16. A consulta pode ser feita na página da Receita na internet ou por meio do aplicativo para tablets e smartphones ou pelo telefone 146. Quem ainda não teve a restituição liberada também pode verificar se há alguma pendência, por meio do serviço e-CAC.

Se o valor não for creditado no banco informado na declaração, o contribuinte deve procurar uma agência do Banco do Brasil ou ligar para a Central de Atendimento 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos) para reagendar o crédito em conta-corrente ou poupança, em seu nome, em qualquer banco, segundo a Receita. (Informações: Folhapress)

Gás de cozinha fica mais caro

A Petrobras anunciou nesta sexta-feira (3) um novo reajuste e vai elevar a partir deste domingo (5) o preços do GLP residencial envasado em botijões de até 13 kg, o gás de cozinha. O aumento será de 4,5%, de acordo com o comunicado da estatal.

“O reajuste foi causado principalmente pela alta das cotações do produto nos mercados internacionais, influenciada pela conjuntura externa e pela proximidade do inverno no Hemisfério Norte. A variação do câmbio também contribuiu”, disse a empresa por meio de nota.

No dia 10 de outubro a Petrobras havia feito o último reajuste nos preços do gás de cozinha, com uma elevação média de ʹ2,9%. Pela nova política de preços adotada pela Petrobras, o preço do Gás Liquefeito de Petróleo (GLP) será revisado todos os meses. (Metro 1)

Governo tenta achar vítimas de trabalho escravo para pagar indenização

O Ministério dos Direitos Humanos divulgou na quarta-feira (1º) edital público para localizar 75 pessoas que foram vítimas de trabalho escravo na Fazenda Brasil Verde, no Sul do Pará, e convocá-las para receber indenização. O pagamento é consequência da decisão da Corte Interamericana de Direitos Humanos (CIDH), instituição judicial autônoma da Organização dos Estados Americanos (OEA), que condenou o Brasil, em dezembro do ano passado, por não prevenir a prática de trabalho escravo moderno e de tráfico de pessoas.

Na decisão, foi definido o prazo de um ano para o Estado brasileiro indenizar as 128 vítimas resgatadas ou seus herdeiros (no caso de já terem morrido) durante fiscalizações do Ministério Público do Trabalho na fazenda em 1997 e em 2000. O edital inclui as vítimas que não são representadas pela Comissão Pastoral da Terra (CPT) e o Centro pela Justiça e o Direito Internacional (CEJIL/Brasil), organizações peticionárias no processo perante a Corte internacional. A Secretaria Nacional de Cidadania do ministério já iniciou os trâmites para pagar a indenização às 49 vítimas representadas pelas organizações peticionárias.

A sentença determina ainda que o Brasil retome as investigações relacionadas à fiscalização de 2000 e adote medidas para que não haja prescrição do crime, entre outras ações. O Ministério Público Federal retomou as investigações e divulgou um edital em que convoca informantes sobre o caso. Também está em tramitação, no Congresso, proposta de emenda constitucional (PEC) para tornar o trabalho em condição análoga à escravidão crime imprescritível. (Informações: Folhapress/ Agencia Brasil)

Senado aprova urgência em projeto de lei que pode barrar Uber no Brasil

Foto: Divulgação/ Uber

Nesta terça-feira (24), o Plenário do Senado aprovou o requerimento para tramitação em regime de urgência do projeto da Câmara dos Deputados (PLC 28/2017), que trata da regulamentação dos serviços de transporte particular que usam aplicativos, como Uber e Cabify. Os senadores querem negociar um acordo sobre o texto até a próxima semana. Com a aprovação do regime de urgência, o tema pode ser votado diretamente no plenário, dispensando a necessidade de aprovação de três comissões antes da definição por parte dos senadores.

O projeto é polêmico porque abrange duas visões conflitantes. O texto aprovado na Câmara dos Deputados praticamente inviabiliza a prática dos aplicativos, tornando o serviço público e equiparando os motoristas de apps aos taxistas. Já o relatório aprovado pela Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática (CCT) se mostra favorável aos aplicativos, seguindo a visão das empresas como Uber, 99 e Cabify. O projeto foi discutido nesta terça-feira, antes da sessão plenária, em reunião extraordinária na CCT.

Entretanto, não houve consenso entre os senadores e a matéria seguiu para o Plenário, conforme entendimento prévio entre os líderes partidários e a Presidência do Senado. “Não houve o acordo, embora se tenha discutido bastante, até com aceitação das duas partes. Eu ouvi os representantes dos taxistas e ouvi também os representantes dos serviços com aplicativos”, disse o presidente da CCT, senador Otto Alencar (PSD-BA). (Editado por Tribuna do Recôncavo/ Informações: Agencia Senado)

Conta de luz poderá ficar ainda mais cara, revela Ministro de Energia

Foto: Ricardo Stuckert/ Fotos Públicas

O ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, admitiu nesta segunda-feira (30) que o uso de térmicas mais caras para poupar água nos reservatórios das hidrelétricas “está sendo cogitado”. O governo vem relutando em adotar o modelo de despacho fora da ordem de mérito -o que permite ao ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico) mandar ligar térmicas do topo da lista de preços- para evitar novos aumentos na conta de luz.

A situação dos reservatórios, porém, é considerada preocupante, diante da falta de chuvas. Para monitorar mais de perto a questão, o CMSE (Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico) está realizando reuniões semanais. “Está sendo cogitado, mas ainda não está decidido”, disse Coelho Filho. Ele disse, porém, que “tem sinais de que alguma chuva pode vir”, o que pode influir na decisão.

Devido ao baixo nível dos reservatórios, o governo já vem acionando térmicas a gás natural, com reflexos nas tarifas: este mês, a tarifa nível 2 da bandeira vermelha cobrada na conta de luz subiu de R$ 3,50 para R$ 5 por cada 100 quilowatts-hora consumidos. A Coelho admitiu que o custo será repassado ao consumidor com a possibilidade do governo autorizar a produção de energia mais cara. “Não há um risco mais severo de desabastecimento, porém vai ter um impacto como já vem tendo na tarifa para o consumidor”, afirmou. (mais…)

Petrobras anuncia reajuste de 2,1% para gasolina e diesel a partir desta terça

Foto: Fernanda Carvalho/ Fotos Públicas

A Petrobras anunciou nesta segunda-feira (30), reajuste de 2,1% no preço da gasolina e do diesel comercializados nas refinarias. O aumento nos preços tem validade já nesta terça (31). Na última sexta (28), a estatal havia anunciado aumento de 1,5% para o preço do diesel e de 0,6% para gasolina, com validade a partir de sábado (28).

O reajuste frequente é parte do novo formato na política de ajuste de preços, em vigor desde julho. De acordo com o site Valor Econômico, desde o início da aplicação da metodologia, a gasolina acumula alta de 18,79% e o diesel, 21,32%. (Bahia Noticias)

Voltar à página inicial