web analytics

Apesar de custo alto, procura por seguro para celular dispara no Brasil

Foto: Pìxabay

Em meio aos altos índices de criminalidade no país, as seguradoras estão faturando com o aumento da demanda por seguro de aparelhos de telefone celular. Atualmente, já existem 2,5 milhões de aparelhos segurados, mas a expectativa é que esse número alcance 4,5 milhões de usuários até o fim do ano, segundo a Federação Nacional de Seguros Gerais (FenSeg). Em um ano, o valor total pago em mensalidades pelos usuários desse produto saltou 70%, de R$ 530 milhões, em 2016, para R$ 900 milhões, em 2017. Segundo a FenSeg, o total desembolsado corresponde a cerca de 15% a 25% do valor do aparelho, dependendo da cobertura contratada.

No ano passado, 300 mil donos de aparelhos segurados foram indenizados. “O custo (ao consumidor) não é tão bom. O risco eleva o preço”, disse Bruno Kelly, professor da Escola Nacional de Seguros. Um exemplo de cliente da modalidade é a gerente de projetos Viviane Queiroga, que já está na sua segunda apólice de seguro de aparelho telefônico. A primeira foi resgatada sete meses após a contratação, quando teve o telefone roubado. O investimento foi elevado, entre as parcelas mensais de R$ 75 que já tinham sido quitadas e a franquia de 32% do valor do aparelho, paga na ocasião do roubo, ela calcula ter desembolsado cerca de R$ 2 mil, a metade do valor do celular roubado.

“Acabei com o mesmo aparelho e pela metade do preço que pagaria. Se eu tivesse sido roubada sem o seguro, teria de comprar outro”, ressaltou Viviane, lembrando que o atendimento de sua seguradora passou longe da perfeição. “Deu trabalho. Enviei várias mensagens dizendo que não aceitaria um modelo inferior, que era o que estavam me oferecendo. Mas daí eles disseram que procurariam um fornecedor e acabaram me dando um aparelho do mesmo nível”, ressaltou. O novo telefone já tem uma nova apólice contratada, dessa vez com prestações mais elevadas, de cerca de R$ 120, mas taxa de franquia mais baixa, 23% do valor do bem. “No fim das contas sairá praticamente o mesmo custo caso eu seja roubada novamente”, disse ela.

Redação: Noticias ao Minuto | Fonte: Estadão

Governo recorre de suspensão de leilão de distribuidoras da Eletrobras

Foto: Pixabay

A Advocacia-Geral da União (AGU) e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) apresentaram hoje (13), ao Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2) um pedido de derrubada da liminar que suspendeu o leilão de seis distribuidoras de energia da Eletrobras: Companhia Boa Vista Energia S.A., a Companhia Energética de Alagoas, a Companhia Energética do Piauí, a Centrais Elétricas de Rondônia S.A., a Companhia de Eletricidade do Acre S.A. e a Amazonas Distribuidora de Energia. A suspensão do leilão foi determinada ontem (12), pela juíza Maria do Carmo Freitas Ribeiro, da 19ª Vara Federal do Rio de Janeiro, em resposta à ação da Associação dos Empregados da Eletrobras (AEEL), que apontou falta de conclusão do processo licitatório, uma vez que ainda não há autorização legislativa para a venda das distribuidoras.

No recurso entregue ao TRF2, a AGU contesta a interpretação e argumenta que a autorização já foi dada por diversos dispositivos legais, como as leis nº 13.334/16, 12.783/13, 9.648/98, 9.619/98, 9.491/97 e 9.074/95. Os órgãos federais destacaram ainda que o Tribunal de Contas da União (TCU) reconheceu recentemente a legalidade do leilão no Acórdão nº 1199/18. Além disso, indicaram que a manutenção das subsidiárias sob controle da Eletrobras colocará em risco a continuidade do fornecimento de energia elétrica nos estados do Acre, de Alagoas, do Amazonas, do Piauí, de Rondônia e de Roraima, onde as empresas atuam. E acrescentaram que haverá oneração excessiva aos consumidores locais.

Na visão da AGU, diante das restrições financeiras da União e da Eletrobras para fazerem os investimentos necessários, as subsidiárias, que dependem de elevadas aplicações de recursos, ficam prejudicadas. Pelos cálculos da AGU, no ano passado, as seis empresas acumularam prejuízo de R$ 4,5 bilhões e as operações são mantidas pela Reserva Global de Reversão (RGR). Esses recursos, no entanto, terão que ser devolvidos no futuro ao sistema elétrico por meio de ajustes tarifários. A AGU e o BNDES entendem também que se as distribuidoras não forem vendidas, teriam que ser liquidadas pela Eletrobras. Para isso, os dois órgãos alertaram que poderá ocorrer demissão de funcionários e risco de descontinuidade no fornecimento de energia para os estados.

Redação: Noticias ao Minuto | Fonte: Agência Brasil

Preço da gasolina é reduzido em 1,75% nas refinarias e chega a R$ 1,997

Foto: Marcos Santos / USP Imagens / Fotos Públicas

A Petrobras reduziu neste sábado (14) o preço da gasolina nas refinarias em 1,75%. O valor caiu de R$ 2,032 para R$ 1,997. Segundo informações da Agência Brasil, não houve alteração no preço do diesel, que está em R$ 2,031 e passou a ter outra política de reajuste após a greve nacional dos caminhoneiros.

A diminuição do preço da gasolina nas refinarias foi a quinta mudança nesta semana. Em julho, já foram 10 reajustes. No último dia 3, o preço às distribuidoras estava em R$ 1,985. Foi sendo alterado até chegar a R$ 2,032 ontem (13), quando foi reduzido para os patamares anunciados hoje.

Contudo, a redução dos preços nas refinarias não significa impacto direto nas bombas. Isso porque o preço é definido pelos proprietários dos postos a partir de vários elementos que fazem parte da composição dos preços do combustível. (mais…)

Dólar fecha semana em queda, a R$ 3,85

Foto: Pixabay

A semana foi positiva para a Bolsa brasileira, e o dólar fechou em baixa favorecido pela melhora nos ânimos dos investidores mesmo após o acirramento da disputa comercial entre Estados Unidos e China.A moeda americana terminou a semana a R$ 3,851, queda de 0,49% em uma semana. O real ficou entre os dez emergentes que avançaram ante o dólar, considerando uma cesta de 24 divisas.

“Mas é importante notar: não vemos, a partir de agora, uma tendência de baixa do dólar por aqui. No curto prazo, o viés segue sendo altista, em nossa opinião”, escreveu a corretora Guide em relatório a clientes nesta sexta. O debate político pode voltar à pauta do mercado financeiro na próxima semana, com o início das convenções partidárias na sexta (20). É quando começará a ficará um pouco mais clara a disputa presidencial, hoje pulverizado entre muitos pré-candidatos. A Bolsa brasileira teve um dia positivo, também na carona dos ganhos no exterior.

O Ibovespa, principal índice acionário do país, ganhou 0,97%, a 76.594 pontos. Na semana, o ganho foi de 2,11%, levando o Ibovespa a três semanas consecutivas no positivo. O volume de negócios, no entanto, está abaixo da média do ano, a R$ 9,4 bilhões, com o início da temporada de férias de verão no hemisfério norte. O destaque do dia foram as ações do Pão de Açúcar, que avançaram quase 3% após divulgar dados positivos de vendas no segundo trimestre apesar da paralisação dos caminhoneiros. O setor financeiro teve mais um dia positivo, o que também ajudou a sustentar o Ibovespa.

Redação: Noticias ao Minuto | Informações: Folhapress

Salário mínimo para 2019 terá ganho real de 0,4%

Foto: Daniel Isaia/ Agência Brasil

O salário mínimo foi definido em R$ 998 a partir do dia 1º de janeiro de 2019. O valor integra a proposta da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), aprovada pelo Congresso Nacional na noite desta quarta-feira (11).

O novo vencimento mínimo será 4,6% superior aos R$ 954 pagos aos trabalhadores neste ano. Como a previsão de economistas ouvidos pelo Banco Central para a inflação deste ano é de 4,17%, o novo valor representa ganho real de 0,4% aos trabalhadores. O texto segue para a sanção presidencial. (Bahia.ba)

Petrobras anuncia queda de 0,98% no preço da gasolina nas refinarias

Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil

Depois de 20 dias com aumentos de preços sucessivos, a Petrobras anunciou hoje (12), que reduzirá em 0,98% o preço da gasolina em suas refinarias. A partir de amanhã (13), o litro do combustível cairá 2 centavos e passará a custar R$ 2,0326.

A última vez que o preço da gasolina caiu foi em 22 de junho, quando passou de R$ 1,8841 para R$ 1,8634. Desde então, o combustível teve nove aumentos. Desde 22 de junho, a gasolina acumula alta de 9,08%, ou seja, 17 centavos por litro nas refinarias da estatal. (Metro1)

Empresa chinesa vai investir R$ 400 milhões em termoelétrica

Foto: Pixabay

A Bahia atraiu a atenção da empresa chinesa CCETC. Em maio o governador Rui Costa se reuniu com quatro representantes do grupo, sendo um deles o presidente da corporação, Guo Xianda. Na oportunidade, os chineses apresentaram o projeto de termoelétrica movida a gás que será implantada pela CCETC no município de Dias D’Ávila, na Região Metropolitana de Salvador (RMS).

De acordo com informações do jornal O Estado de S. Paulo, a companhia investirá cerca de R$ 400 milhões para construir duas termoelétricas no Estado: Camaçari Muricy II e Pecém Energia, de 143 megawatts (MW) cada.

A obra deve ser finalizada em 2020. Os chineses informaram que a terraplanagem da área de 140 mil metros quadrados será iniciada já em setembro deste ano. Como contrapartida ao apoio do governo, os chineses garantiram que utilizarão 70% de mão de obra local. Este é o primeiro investimento feito pela CCETC no Brasil. (Varela Noticias)

Acumulada, Mega-sena pode pagar R$ 31 milhões nesta quarta, 11

Foto: Rafael Neddermeyer/ Fotos Públicas

A Caixa sorteia nesta quarta-feira (11), o concurso 2.058 da Mega-sena, que está acumulada, e pode pagar R$ 31 milhões à sortuda ou sortuda que acertar as seis dezenas. Segundo o banco, caso aplicado na poupança, o prêmio poderia render aproximadamente R$ 115 mil mensais.

O sorteio acontece às 20h no Caminhão da Sorte que está na cidade de São Miguel do Oeste, em Santa Catarina. As apostas podem ser realizadas em qualquer casa lotérica credenciada pela Caixa em todo o país até as 19h. (Bahia.Ba)

Gasolina volta a subir e tem maior preço desde a greve dos caminhoneiros

Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil

Um novo aumento foi anunciado pela Petrobras sobre o preço médio da gasolina. O valor do litro sobiu de R$ 2,0249 para R$ 2,0369. Essa é o oitavo reajuste seguido desde o dia 22 de junho. Esse é o maior preço desde 23 de maio, quando o País parou com a greve dos caminhoneiros. Na última sexta (06), a petroleira já havia aumentado o preço da gasolina em 1,08%.

O preço do diesel, por sua vez, continua congelado desde 1º de junho em R$ 2,0316, atendendo uma das reivindicações dos caminhoneiros. Já com relação à gasolina, o preço vem aumentando seguindo a política de alterar o valor do combustível conforme a variação no mercado internacional. (Bahia.Ba)

Petrobras anuncia segundo aumento para gasolina neste mês

Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil

A Petrobras anunciou, nesta sexta-feira (6), o segundo aumento no preço da gasolina neste mês. A partir de sábado (7), o combustível terá um reajuste de 1,07% nas refinarias da estatal e passará a custar R$ 2,0249 por litro, de acordo com a Agência Brasil. Em julho, o combustível acumula alta de 3,92%, ou seja, de quase 8 centavos, já que no final de junho a gasolina era negociada a R$ 1,9486. (Bahia Noticias)

Preço do gás de cozinha aumenta 4,4% a partir desta quinta-feira, 05

Foto: Agência Brasil

A Petrobras reajustou nesta quarta-feira (4) o preço do gás de cozinha (GLP) em 4,4%. O botijão de 13 quilos passa a valer R$ 23, 10 a partir de desta quinta-feira (5). No acumulado do ano, o GLP apresenta aumento de 5,2%, se comparado ao preço praticado em dezembro do ano passado.

A estatal informou que o reajuste ocorre devido à desvalorização do real frente ao dólar, que apenas entre março a junho foi de 16%, e ao reajuste de 22,9% do preço do GLP no mercado internacional no mesmo período.  (Bocão News)

Petrobras suspende venda de refinaria Landulpho Alves após decisão do STF

Foto: Divulgação/ Landulpho Alves

A Petrobras suspendeu, nesta terça-feira (03), o processo de venda e formação de parcerias público-privadas das refinarias Landulpho Alves (RLAM), na Bahia, Abreu e Lima (RNEST), em Pernambuco, como também da Alberto Pasqualini (REFAP), no Rio Grande do Sul, e Presidente Getúlio Vargas (REPAR), no Paraná.

A suspensão veio em razão da decisão cautelar do ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), que questionou dispositivos da Lei das Estatais. Sobre a decisão, a petrolífera falou em avaliar medidas cabíveis em prol dos seus interesses e de seus investidores.

Os processos para formação de parcerias em refino da Petrobras foram lançados em abril e englobam a alienação de 60% da RLAM, na Bahia, RNEST, REFAP e REPAR por meio da criação de subsidiárias e posterior alienação de suas ações. (Bahia Noticias)

Venda de fatia do pré-sal pode render até US$ 28 bilhões

Foto: Stéferson Faria/ Ag. Petrobras

As contas públicas registraram déficit primário de R$ 11,02 bilhões em maio, rombo 63,5% menor do que o registrado no mesmo mês do ano passado, descontada a inflação. Segundo dados divulgados nesta quinta-feira (28) pelo Tesouro Nacional, as receitas líquidas do governo tiveram uma alta de 9,8% no mês, na comparação com maio de 2017, alcançando R$ 87,76 bilhões. Por outro lado, as despesas tiveram uma queda real de 7,2%, ficando em R$ 102,28 bilhões. O resultado primário é a diferença entre receitas e despesas do governo antes do pagamento de juros.

“O déficit foi melhor que o esperado. Claro que, em uma economia com um deficit tão grande, ninguém pode ficar feliz com o resultado”, disse o secretário do Tesouro, Mansueto Almeida. Entre os fatores que contribuíram positivamente para o resultado, está a antecipação do pagamento pelo governo de precatórios e sentenças judiciais, que neste ano foram feitos em março e abril. No ano passado, esses débitos foram pagos em maio e junho. O resultado do mês passado também sofreu impacto do resgate de R$ 3,5 bilhões do Fundo Soberano. A medida, que reforçou o caixa do governo, faz parte da decisão de extinguir o fundo.

Nos últimos 12 meses, o rombo nas contas públicas está em R$ 106,19 bilhões. A meta fiscal para este ano é de um déficit de R$ 159 bilhões. Outra medida que vai ajudar no fechamento de contas deste ano é o pagamento de R$ 30 bilhões do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) ao Tesouro. As duas instituições confirmaram ontem o repasse, que deve ser operacionalizado nesta sexta. Em março, o banco já havia repassado R$ 30 bilhões ao Tesouro. (mais…)

Incerteza da Economia tem maior nível desde janeiro de 2017, diz FGV

Foto: Pìxabay

O Indicador de Incerteza da Economia, medido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), subiu 10,1 pontos de maio para junho deste ano, atingindo 125,1 pontos em uma escala de zero a 200. Esse é o maior nível desde janeiro de 2017 (125,4 pontos).

Com o resultado, o indicador manteve-se na região de incerteza elevada (acima de 110 pontos) pelo quarto mês consecutivo. De acordo com a FGV, a greve dos caminhoneiros gerou pressão inflacionária, aumento da volatilidade no mercado de ações, queda do então presidente da Petrobras, Pedro Parente, e “colocou em cheque a recuperação da economia”.

A alta foi percebida em seus três componentes, com destaque para a expectativa, calculado a partir das previsões dos analistas econômicos para taxa de câmbio e inflação oficial, que subiu 21,5 pontos. O componente de mercado, baseado na volatilidade do mercado acionário, cresceu 10,3 pontos. Já o componente mídia, medido com base na frequência de notícias com menção à incerteza que saem na imprensa, subiu 4 pontos.

Redação: Vitor Abdala | Agência Brasil

Saques acima de R$ 50 mil têm novas regras

Foto: Pixabay

A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) informou nesta terça-feira (26), que a partir amanhã, 27 de dezembro, os clientes que precisarem sacar, na boca do caixa, valor igual ou acima de R$ 50 mil, em dinheiro, terão que seguir novas regras. A operação terá que ser informada ao banco com no mínimo três dias úteis de antecedência. Também será preciso fornecer dados adicionais sobre a transação, como os motivos da movimentação financeira. Até agora, a comunicação prévia ao banco era exigida apenas com um dia útil de antecedência e para valor igual ou acima de R$ 100 mil.

As exigências, segundo a Febraban, constam da circular 3.839 do Banco Central, publicada em 30 de junho, com prazo de 180 dias para entrada em vigor. Além da redução do limite para valores de comunicação obrigatória, outra importante mudança é a padronização dos dados a serem incluídos em um formulário que será fornecido pelos bancos. Entre as informações exigidas, está a finalidade a ser dada ao valor sacado, além da identificação dos responsáveis e dos beneficiários do saque. O formulário pode ser preenchido por meio eletrônico nos portais dos bancos ou nas agências bancárias.

Deve ser entregue à instituição financeira com no mínimo 3 dias úteis de antecedência à retirada do dinheiro para que o valor seja reservado. As informações fornecidas pelos clientes serão automaticamente encaminhadas ao Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf). “Os bancos apoiam os novos procedimentos e controles das operações com recursos em espécie”, afirma, em nota, o diretor adjunto da Comissão de Prevenção a Lavagem de Dinheiro da Febraban, Adriano Volpini. “Essas medidas contribuem para aprimorar as políticas oficiais de combate à corrupção e à lavagem de dinheiro, e, ao mesmo tempo, darão mais segurança aos clientes na realização das operações.” (mais…)

Fábrica de colchões em Simões Filho será leiloada por R$ 7 milhões

Foto: Divulgação/ TRT

Uma Fábrica de colchões localizada na cidade de Simões Filho será leiloada com lance inicial de R$ 7 milhões. A Brasfoam Indústria e Comércio de Espumas e Colchões Ltda será vendida devido a uma ação do Tribunal Regional do Trabalho da 5ª Região (TRT5-BA).  O leilão será encerrado na manhã da próxima quarta-feira, 4 de julho.

Estima-se que a fábrica seja avaliada em até R$ 14 milhões. O imóvel está localizado no Parque Industrial CIA/SUL, Simões Filho, e contém dois galpões industriais, sendo um prédio administrativo com refeitório, vestiário, guarita, reservatório de água, sanitários e demais instalações.

Além deste, o leilão dispõe de outros imóveis, automóveis e equipamentos que são ofertados em mais de 200 lotes. Os lances podem ser através do site de leilões do órgão.

A Tarde

Voltar à página inicial