Os bens de uma empresa de ramo de tabacaria foram bloqueados após representação da Delegacia de Crimes Econômicos e Contra a Administração Pública (Dececap) à Justiça. O grupo é alvo da Operação Cigarrete, deflagrada na manhã desta quinta-feira, dia 17, em Salvador, Vitória da Conquista, Valença e em outros cinco estados da federação.

Para auxiliar nas investigações a respeito da empresa, que é suspeita de causar um prejuízo de R$ 100 milhões somente ao estado da Bahia, foram cumpridos 26 mandados de busca e apreensão. Celulares, computadores, dispositivos eletrônicos e diversos documentos foram apreendidos em residências e empresas.

“É uma operação que ocorre de forma simultânea em seis estados. Todo o material apreendido servirá de prova contra a organização criminosa, que utiliza de laranjas para sonegar impostos”, disse a delegada titular da Dececap, Márcia Pereira. Após o cumprimento dos mandados contra o grupo, que é investigado contra crimes contra a administração pública e fiscal, o material apreendido será encaminhado para a sede do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco).

Metro1