Após reclamação dos moradores sobre a falta de água na Muritibinha, zona rural de Conceição do Almeida, a gestão municipal explicou que a vazão de um dos poços baixou, mas a água cai normalmente.

“Só dá em média 500 litro de água por hora. Todos os dias a bomba é ligada, o restante da demanda é abastecida assiduamente através dos nossos carros pipa”, disse.

De acordo com o prefeito Ito de Bêga, já foi solicitado da CERB a perfuração de um novo poço para resolver o problema da água, estudo técnicos já foram realizados também e a prefeitura está aguardando a viabilidade da perfuração.

“A pressa de resolver é nossa, uma vez que os custos para os carros pipa são elevadíssimos. Cabe também a consciência dos moradores em economizar água nesse período escasso”, finalizou o prefeito.

Editado por Tribuna do Recôncavo | Fonte: Blog do Valente