Ao ser informado sobre a proposta do presidente Jair Bolsonaro de extinguir municípios com menos de 5 mil habitantes, o prefeito de Dom Macedo Costa, Egnaldo Piton reagiu de maneira negativa e saiu em defesa do município que atualmente possui 4.058 habitantes.

Para Guito como é conhecido popularmente, a proposta é absurda e não deve ir adiante. “A população jamais concordaria com essa proposta de governo. É um absurdo, um retrocesso. Se isso for levado a sério, os prefeitos vão para Brasília garantir que não passe”, disse.

A proposta inicial é de que esses municípios menores sejam fundidos a outros. No entanto, Dom Macedo Costa depende dos recursos do governo federal, além das aposentadorias dos trabalhadores rurais e do Bolsa Família para gerar renda dentro da região. Em 2018, de acordo com dados divulgados pelo Portal Uol, a receita foi de R$ 14.782.250,07 e desses, R$ 543.785,87  em receita própria.

O prefeito salienta ainda que a identidade dos moradores e tudo que foi conquistado até então, deve ser valorizado. “As pessoas tem seu pertencimento, sua cultura e modo de vida. Elas teriam que sair daqui para resolver questões em outros municípios. Fomos emancipados há 57 anos”, disparou.

Reportagem: Portal Uol | Redação: Blog do Valente