O ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres, apareceu em um vídeo publicado no perfil do próprio presidente Jair Bolsonaro, nesta quarta-feira (27), pedindo que postos que não explicitarem se houve redução no preço dos combustíveis sejam denunciados.

Segundo o discurso de Torres, “essa medida tem a finalidade de informar o consumidor sobre a redução do preço dos combustíveis, que está ocorrendo desde junho”. A determinação do vídeo é que os postos mostrem quanto custava a gasolina em 26 de junho, antes da redução do ICMS.

A medida, que não tem amparo legal, é uma tentativa do governo de relacionar a redução gerada pela limitação da alíquota do ICMS ao presidente Jair Bolsonaro (PL). Anteriormente, em 17 de julho, ele mesmo havia dito que iria fiscalizar postos de combustíveis.

Metro1