Na manhã desta quinta-feira (08), a Polícia Civil cumpriu um mandado de busca e apreensão, determinado pela Justiça, em um imóvel comercial situado à beira-mar da Ponta do Mutá, na península de Barra Grande, em Maraú (BA).

No imóvel, a Polícia Civil constatou, através de perícia criminal feito pelo Departamento de Polícia Técnica (DPT), a subtração de energia elétrica, pela ligação direta de dois postes da concessionária de energia para o estabelecimento, considerado “badalado” na região.

Além do “gato” no estabelecimento comercial, foi identificada subtração de energia também no imóvel residencial do proprietário, pois, apesar de existir um contador, o mesmo estava desativado desde 2016, quando o contrato foi suspenso por falta de pagamento. Segundo estimativa da empresa, a subtração de energia, que acontece desde 2016, acumula um débito estimado de R$ 258.000,00. A Polícia Civil deve concluir o inquérito nos próximos 30 dias.

Redação: Bahia Noticias | Informações: Políticos do Sul da Bahia