O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) decidiu, nesta quarta-feira (29), por manter a condenação do presidente Jair Bolsonaro por crime à honra da jornalista Patrícia Melo, da Folha de S. Paulo. O tribunal ainda aumentou o valor da indenização, que havia sido fixado em R$ 20 mil na primeira instância, para R$ 35 mil.

A ação refere-se a uma ocasião em que Bolsonaro disse que Patrícia Melo “queria dar o furo a qualquer preço” para atingi-lo. A repórter comemorou a decisão nas redes sociais.

“Ganhamos!!! Por 4×1, o TJ de SP decidiu que não é aceitável um presidente da República ofender, usando insinuação sexual, uma jornalista. Uma vitória de todas nós mulheres”, disse Melo.

Até o momento Bolsonaro  não se manifestou sobre a decisão.

Metro1