O município de Ipiaú (BA) interditou na tarde de segunda-feira, dia 16, um aterro que se iniciava na Área de Preservação Permanece – APP, à margem do Rio das Contas, na região conhecida como Areão do Arara. No local verificou-se grande volume de descarte irregular de entulho com indícios de que o aterro seria ampliado e possivelmente destinava-se a algum projeto da construção civil.

O titular da SAMA, Poleandro Silva, mobilizou sua equipe técnica e os fiscais de postura do município, para interditar o aterro e iniciar o processo de investigação visando identificar e notificar o responsável pelo crime ambiental. A região do Arara é uma das poucas em que a cidade não deu as costas para o rio, o que proporciona um cenário privilegiado para os seus habitantes e transeuntes.

O secretário Poleandro Silva explica que o desenvolvimento de cidades sustentáveis se torna imperativo para a qualidade de vida. A ocupação de várzeas e planícies de inundação natural dos cursos de água e de áreas de encostas tem sido uma das principais causas de desastres. “A legislação ambiental reconhece a essencialidade da preservação de áreas naturais nas cidades”, destacou o secretário.

ASCOM