O Fundo Monetário Internacional (FMI) publicou nesta terça-feira, dia 11, a atualização de seu relatório de monitoramento da economia global e elevou a expectativa de crescimento para o PIB do Brasil em 2022. Para o órgão, a economia brasileira deve crescer 2,8% neste ano, aumento de 1,1 ponto percentual em relação à edição de julho do World Economic Outlook (WEO). Para 2023, a projeção é de crescimento de 1%, uma diminuição de 0,1 ponto contra sua projeção anterior.

Mesmo com resultados melhores, a economia do Brasil fica atrás da média global e regional de crescimento. Nesta edição, o FMI decidiu manter a projeção de 3,2% de crescimento para a economia global, mas reduziu a expectativa para 2023, de 2,9% para 2,7%. A estimativa é de que cerca de um terço do PIB global tenha contração no próximo ano.

Já a região da América Latina e Caribe deve crescer 3,5% de acordo com os cálculos do FMI. Para 2023, a projeção de crescimento é de 1,7%. Já em termos de inflação, as projeções brasileiras são melhores que a média global. O FMI espera 6% ao fim de 2022 e 4,7% para 2023. A média global, pelos cálculos do fundo, deve ser de 8,8% neste ano e de 6,5% no próximo.

Editado pelo Tribuna do Recôncavo | Informações: G1