Com o feriado da Proclamação da República na próxima terça-feira, dia 15, órgãos de trânsito esperam maior movimentação nas estradas. Entre as principais recomendações de segurança nesse período estão o planejamento de viagem – com cálculo de tempo e pontos de pausa; atenção redobrada para possíveis paradas repentinas de trânsito próximo de acessos aos municípios e em trechos com aclives e declives; e os cuidados necessários para uma direção segura e defensiva em dias chuvosos.

Durante os deslocamentos do feriadão também é essencial respeitar os limites de velocidade oe obedecer às placas de sinalização. Onde não existir sinalização, ou se esta estiver prejudicada, mantenha a velocidade compatível com as condições da via. Quanto maior a velocidade, maior é o risco e mais graves são os sinistros de trânsito. Na opinião de Luiz Gustavo Campos, diretor e especialista em trânsito da Perkons, o comportamento consciente ao conduzir realmente salva vidas. “Conduzir é uma ação que requer responsabilidade, seriedade e exige atenção total ao tráfego e ao entorno para que todos possam seguir seguros”, comenta.

Segundo a MetSul Meteorologia, apesar de a tendência ser de precipitação abaixo da média na maior parte da região sul, é sempre importante recordar que se está ingressando no período do ano em que ocorrem as pancadas e temporais típicos de verão, que são capazes de gerar volumes de chuvas excepcionalmente altos em curtos períodos de tempo.

Por isso, lembre também de sempre manter uma distância segura do veículo que vai à frente, a fim de se evitar colisões traseiras nos casos de freadas bruscas. “Caso ocorra chuva durante sua viagem, acione o para-brisa, diminua a velocidade e aumente a distância em relação ao veículo que segue à sua frente. Evite estacionar no acostamento e, caso tenha que parar, procure um local seguro e afastado da pista de rolamento”, orienta Campos.

Por fim, trafegue sempre com os faróis acesos, mesmo durante o dia. “Isso aumenta a visibilidade aos demais condutores e principalmente aos pedestres, além de melhorar a percepção de distância aproximada”, completa o especialista.

ASCOM