Salvador conquistou o pódio como destaque nacional na gestão responsável de recursos públicos. O município ficou na primeira posição no ranking geral e entre os municípios de grande porte nos Indicadores Fiscais – Capacidade de Arrecadação do anuário “As Melhores Cidades do Brasil 2022”, da revista IstoÉ. A publicação foi divulgada na última quarta-feira, dia 29/06. No ranking geral e de municípios de grande porte, a capital baiana ficou com 274.000 pontos, à frente de grandes capitais do Brasil, como Fortaleza (CE), com 273.597 pontos, Goiânia (GO), com 272.708 pontos, São Luís (MA), com 272.701 pontos, e São Paulo, que ocupa o 6º lugar com 272.451 – respectivamente.

A titular da Secretaria da Fazenda de Salvador, Giovanna Victer, comemorou mais uma conquista e ressaltou a importância das decisões tomadas pelo prefeito. “O principal mérito pela gestão comprometida e eficaz na tomada das decisões é de Bruno Reis. Com responsabilidade e eficiência, vem conduzindo o planejamento estratégico e apresentando realizações por toda a cidade, levando melhorias para o soteropolitano”, enfatizou. De acordo com Giovana, os frutos que vêm sendo colhidos nos últimos meses fazem parte de um trabalho feito em equipe.

“O novo resultado consolida ainda mais a cidade de Salvador como uma capital moderna, bem administrada, com uma gestão transparente que presta contas ao cidadão. Nosso objetivo é seguir trabalhando para permanecer como referência no país”, concluiu. Recentemente, Salvador também ocupou o primeiro lugar entre as capitais do Nordeste e o terceiro entre as capitais do Brasil no Ranking da Qualidade da Informação Contábil e Fiscal do Tesouro Nacional, índice que avalia a qualidade das informações fiscais e contábeis enviadas por estados e municípios em 2021. A cidade foi destaque em duas das quatro dimensões avaliadas, com 100%.

Bahia.Ba