As negociações para elaboração do documento final da 26ª Conferência sobre as Alterações Climáticas (COP26) devem terminar somente neste sábado, dia 13, em Glasgow, na Escócia. Após duas semanas de conferência, a programação do evento foi finalizada nesta sexta-feira, dia 12, mas os debates em busca de consenso sobre o acordo foram estendidos para a manhã deste sábado.

Os países tentam chegar ao acordo para atualizar as contribuições para a redução das emissões de gases até 2030. Além disso, também é discutida ajuda para os países mais pobres em relação a catástrofes naturais e limites aos combustíveis fósseis.

Mais cedo, durante coletiva realizada no estande brasileiro na conferência, o ministro do Meio Ambiente, Joaquim Leite, disse que o Brasil teve papel de articulador e que ainda há entraves no texto final da COP26. Durante as 24 reuniões bilaterais, Leite disse que o país demonstrou preocupação com a falta de recursos para financiar a transição para a economia neutra em emissões de carbono no Brasil. Segundo o ministro, o custo seria de US$ 100 bilhões.

Agência Brasil