Rio Real: Agricultores da Comunidade Bacias realizam primeira colheita de hortaliças

Rio Real: Agricultores da Comunidade Bacias realizam primeira colheita de hortaliças - rio-real, bahiaFoto: SDR/CAR

A produção da agricultura familiar da Associação Beneficente da Comunidade Bacias, no município de Rio Real, território Litoral Norte e Agreste Baiano, está mais verde e saudável com a primeira colheita de hortaliças. Além de serem utilizadas para o consumo próprio, garantindo segurança alimentar e nutricional, as 27 famílias, de agricultores e agricultoras familiares da comunidade Bacias, já estão de olho na venda do excedente na feira livre local.

O avanço na produção é comentado pela agricultora familiar Joanalice dos Santos. “Hoje, nós temos conhecimento de como é feita uma horta e que agora poderemos ter uma renda extra e oferecer produtos de qualidade sem usar agrotóxicos.”

Os investimentos de mais de R$ 56 mil são realizados pelo Estado da Bahia, via Bahia Produtiva, projeto executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), com cofinanciamento do Banco Mundial. Os recursos desse convênio foram direcionados à estruturação da produção agroecológica e para promover circuitos curtos de comercialização, além da entrega de insumos como mudas, sementes, pá, enxada, tela sombrite, kit jardinagem, kit feirante e sistema de irrigação.

Editado pelo Tribuna do Recôncavo | Informações: SDR/CAR

Rio Real: Crianças do espectro autista visitam 6ª CIPM

Rio Real: Crianças do espectro autista visitam 6ª CIPM - rio-real, bahiaFoto: Divulgação PM

A 6ª Companhia Independente da Polícia Militar, em Rio Real (BA), recebeu na tarde de quarta-feira (13), a visita animada de 10 crianças autistas. Os jovens conheceram a unidade, interagiram com os policiais, tiraram fotos e ganharam guloseimas.

A visita ocorreu como forma de lembrar o Mês Mundial de Conscientização do Transtorno do Espectro Autista, destacado no mês de abril. As crianças foram à unidade acompanhadas das mães.

“Elas conheceram a sede da Companhia, mantiveram contato com os policiais e entraram nas viaturas, com direito a ativação das sirenes e do giroflex”, explicou o soldado Diego Adorno, integrante da unidade.

Os pequenos também se deliciaram com guloseimas entregues pelo efetivo da 6ª CIPM.

Fonte: DCS PM

Rio Real: TJ-BA decide que greve dos professores é legal

Rio Real: TJ-BA decide que greve dos professores é legal - rio-real, bahiaFoto: Marcos Santos/ USP Imagens

O Tribunal de Justiça da Bahia negou um pedido de liminar feito pela Prefeitura de Rio Real e decidiu que a greve dos professores da rede municipal é legal. A categoria entrou em greve na semana passada após as negociações em torno do pagamento do piso salarial da categoria não terem avançado com a prefeitura.

A gestão municipal propôs reajuste de 16,2%, mas os professores pedem 33,24%, percentual anunciado pelo governo federal no mês de janeiro. A decisão judicial reconhece a legitimidade da greve, que completa uma semana nesta segunda-feira (4).

“A documentação acostada nos autos comprova a tentativa de negociação prévia”, diz um trecho da decisão. “Destarte, ao menos neste momento processual, não vislumbro qualquer indício de ilegalidade da multicitada greve”, conclui a sentença.

(mais…)

Rio Real: Produção de laranja dobra na comunidade rural de Olhos D’Água

Rio Real: Produção de laranja dobra na comunidade rural de  Olhos D’Água - rio-real, bahiaFoto: Divulgação

A produção de laranja da comunidade de Olhos D’Água, no município de Rio Real, no Território Litoral Norte e Agreste Baiano, dobrou. Os agricultores familiares que antes produziam em média seis toneladas por hectares, hoje produzem em média 12 toneladas.

O aumento é consequência dos investimentos do Governo do Estado, por meio do projeto Bahia Produtiva, que destinou recursos de R$921,7 mil para a Associação do Povoado Olhos D’Água, em máquinas e equipamentos como trator, grade hidráulica, patrulha mecanizada e pulverizador. Os agricultores também tiveram acesso ao serviço de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater).

Os produtos, com mais qualidade, agora atendem ao mercado consumidor e a comercialização das frutas, antes feita para atravessadores, está sendo diretamente na fábrica, feiras e mercados locais, impactando diretamente na renda individual dos agricultores e no caixa da associação.

Para o agricultor Edson Batista, o projeto chegou na hora certa para motivar a comunidade e para que muitos voltassem a trabalhar com cítrus. “O Bahia Produtiva nos trouxe uma capacidade de produzir com qualidade, respeitando o meio ambiente e diversificando nossos cultivos”, disse Batista. Já o Assistente Comunitário Rural Samuel Barbosa dos Santos falou que os agricultores agregaram valor ao produto, viabilizando a comercialização, onde a tonelada da laranja que antes custava em média R$400 reais, a depender da qualidade, hoje, com a grande demanda pelo fruto, a tonelada varia em média de R$550 a R$ l mil a tonelada.

Editado pelo Tribuna do Recôncavo | Informações: SDR/CAR