Prado: Conflito que resultou em morte de indígena é acompanhado por secretaria de Justiça

Prado: Conflito que resultou em morte de indígena é acompanhado por secretaria de Justiça - prado, bahiaFoto: Reprodução/ Redes Sociais

Ataques à comunidade Pataxó em Prado, no Extremo Sul, têm sido acompanhados pela Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS). A situação ocorre na Aldeia Nova. No último domingo, dia 4, um indígena, de 14 anos, identificado como Gustavo Conceição da Silva, foi morto em um atentado de pistoleiros.

Segundo os indígenas, novamente houve ataque de pistoleiros entre a noite da terça-feira (6) e a madrugada desta quarta-feira (7), o que deixou em risco 38 famílias. Ao G1, o superintendente de Direitos Humanos da SJDHDS, Jones Carvalho, disse que o cenário é de desolação que afeta crianças, idosos e mulheres. Algumas delas grávidas.

Os acusados teriam usado armamento pesado e bombas de gás lacrimogêneo, informou Carvalho. Ainda segundo informações, os ataques à comunidade indígena são atribuídos a fazendeiros, por meio da grilagem de terra, manobra que falsifica documentos para tomar posse de terras de forma ilegal. (mais…)

Prado: Ataque contra aldeia indígena deixa adolescente de 14 anos morto

Prado: Ataque contra aldeia indígena deixa adolescente de 14 anos morto - prado, policia, bahiaFoto: Reprodução/ Mupoiba

O clima de tensão continua para o povo Pataxó, em uma área de retomada próxima à Barra do Cahy, Território Indígena Comexatibá, município de Prado, extremo sul da Bahia. Na madrugada do último domingo, dia 04, um grupo de pistoleiros atacou a área e deixou um adolescente de 14 anos morto e outro ferido.

O outro adolescente está internado em estado grave em um hospital da região. De acordo com o Movimento Unido dos Povos e Organizações Indígenas da Bahia (Mupoiba), foram encontrados no local granada de gás lacrimogêneo, cartuchos de calibre 12 e fuzis.

A Polícia Militar foi acionada e esteve no local para fazer a segurança da aldeia. Desde o mês de julho, lideranças e comunidades indígenas da região denunciam ataques de pistoleiros. De acordo o Mupoiba, os mandantes seriam fazendeiros e milicianos armados da região.

Metro1

Prado: Corpo de idosa chilena é achado em estado de decomposição

Prado: Corpo de idosa chilena é achado em estado de decomposição - prado, bahiaFoto: Mateus Pereira/ GOV-BA

O corpo de uma idosa de 75 anos, oriunda do Chile, foi encontrado em estado avançado de decomposição na cidade de Prado, no Extremo Sul baiano.

A morte de Hortênsia Elena Del Carmen Perez foi descoberta após uma amiga dela sentir sua falta e chamar um chaveiro.

Por volta das 19h do sábado, dia 6, quando a porta foi aberta, o corpo de Hortênsia estava no sofá da sala. A delegacia local apura o caso.

Editado pelo Tribuna do Recôncavo | Informações: Bahia Noticias

Prado: Filhote de baleia é encontrado morto em praia

Prado: Filhote de baleia é encontrado morto em praia - prado, bahiaFoto: Everaldo Farias/ Arquivo Pessoal

Um filhote de baleia foi encontrado morto na manhã desta quarta-feira, dia 03, na praia do Quati, na cidade de Prado, no sul da Bahia. O momento foi registrado através de um vídeo de câmera de celular por um morador da região identificado como Everaldo Farias. Nas imagens, é possível o animal no chão enquanto cerca de 10 urubus cercam o corpo.

“Um filhotinho (sic) de baleia apareceu aqui na praia de Quati. Ontem eu filmei ela lá em alto-mar e hoje ela já está aqui na praia. Os urubus já estão dando conta dela… Pequenininha (sic), deve pesar umas duas toneladas”, disse o homem.

De acordo com a prefeitura, o animal apareceu na areia da praia por volta das 10h40 e já estava morto. Não há detalhes sobre as circunstâncias da morte. Também não há informações sobre o tamanho da baleia, nem a idade. O corpo dela ainda não havia sido retirado da praia até a última atualização desta reportagem.

G1/ Bahia

Prado: Baleia jubarte é achada em praia em quarto encalhe de espécie na Bahia

Prado: Baleia jubarte é achada em praia em quarto encalhe de espécie na Bahia - pradoImagem Ilustrativa de skeeze por Pixabay

Uma baleia jubarte encalhou na tarde desta quinta-feira, dia 14, em Prado, no Extremo Sul baiano. Este foi o quarto encalhe de baleia Jubarte no litoral baiano em 2022, informou o Projeto Baleia Jubarte. A baleia, que era acompanhada pelo projeto, já chegou morta à Praia da Paixão, onde foi achada.

Uma equipe do projeto se deslocou nesta sexta-feira, dia 15, ao local para levantar mais informações sobre o animal. Entre julho e novembro é comum que as baleias se desloquem para a região, vindas da Antártida, para reprodução, já que buscam águas com temperaturas mais quentes, encontradas na costa brasileira e, por sua vez, baiana.

Especialistas estimam que cerca de 20 mil baleias cheguem à Bahia durante o período. Já neste mês, jubartes foram vistas em Subaúma, no Litoral Norte, e na praia de Itapuã, em Salvador, este último caso ocorrido na quarta-feira, dia 13.

Redação: Bahia Noticias | Informações: G1/ Bahia

Prado: Homem que se passava por dono de imóveis para enganar compradores é preso

Prado: Homem que se passava por dono de imóveis para enganar compradores é preso - prado, policia, destaque, bahiaFoto: Alberto Maraux/ SSP

Um homem que negociava vendas de terrenos que não eram da sua posse se dizendo dono deles foi preso nesta terça-feira na cidade de Prado, no sul da Bahia. O suspeito de estelionato recebia o dinheiro da venda dos lotes urbanos e quando os clientes chegavam no imóvel, descobriam a mentira.

De acordo com a Polícia Civil, o homem de 23 anos se passava por dono de terrenos e negociava a venda, recebendo o valor de sinal. Quando o comprador procurava o imóvel, descobria que o dono verdadeiro não tinha ideia da transação e que o terreno, na verdade, não estava em venda.

Ainda segundo a PC, as vítimas foram ouvidas pela Delegacia de Prado, que também coletou provas das atividades ilícitas e pediu a prisão preventiva do suspeito. Além das acusações de estelionato, o preso também é investigado por violência doméstica contra a mulher, afirmou a polícia.

Metro1