web analytics

Direito de Resposta: Médica responde denúncia sobre falta de papel para atestado

Na última sexta-feira (28/08) uma jovem de iniciais T.P., 19 anos, moradora do Bairro São Benedito em Santo Antônio de Jesus, procurou o Portal Tribuna do Recôncavo reclamando sobre o atendimento recebido na Unidade de Saúde da Família “São Francisco”.

Na reportagem a mesma relatou que buscou atendimento no Posto Medico na quarta-feira (26), mas não tinha fichas, voltou na quinta-feira (27), foi quando, segundo a reclamante, teria recebido a recomendação da medica para descansar por cinco dias e que a profissional não teria dado atestado por falta de papel.

Em direito de resposta, Dra. Indira Gonçalves, plantonista da unidade, informou que a paciente T.P. não chegou a ser atendida na unidade. “Na quinta-feira eu tinha muitos pacientes para ser atendidos, ela deve ter sido orientada a voltar no turno oposto, mas ela não foi atendida por mim. Eu jamais negaria um atendimento médico a uma paciente que tivesse necessidade de ficar em casa por cinco dias”, disse Gonçalves.

A médica ainda esclareceu que atende 16 pacientes pela manhã e 14 à tarde. “Isso não é fixo, se chegar um paciente com febre, dispnéia, com uma crise hipertensiva, esse paciente vai ser atendido; 10 fichas não é o nosso número”, disse. (Hélio Alves/Tribuna do Recôncavo).

(mais…)

COMENTÁRIO sobre blitz do Detran realizada na cidade de Amargosa

O DETRAN/BA está em Amargosa esta semana, realizando BLITZ e fiscalizações no trânsito da cidade.
Os usuários das famosas “cinquentinhas” foram surpreendidos com essas fiscalizações, já que estão sendo abordados pelos agentes do DETRAN que estão exigindo a Nota Fiscal do veículo e uma “Habilitação Especial” dos condutores para este tipo de veículo.

Pergunta-se, contudo, se este trabalho repressivo não deveria ter sido precedido de um trabalho educativo com os usuários das chamadas “cinquentinhas”, para que pudessem tomar conhecimento das novas regulamentações acerca da condução deste tipo de veículo e pudessem se prevenir e tomar as providências necessárias para a regularização do veículo e do condutor.

Ao contrário disso, chegaram de surpresa, causando rebuliço e tensão entre os condutores dos ciclomotores que, desavisados, foram surpreendidos com as novas regras, sem que antes tivessem oportunidade de serem orientados pelos órgãos públicos que, mais que repressivos, deveriam ser EDUCADORES, para que se possa prevenir ocorrências indesejados no trânsito das nossas cidades.

INFORMAÇÃO, esse é um dos princípios que norteiam a Administração e a Prestação de Serviços Públicos que, em respeito aos Administrados, tem o DEVER de INFORMAR, para que o cidadão trabalhador e cumpridor dos seus deveres possa cumpri-los consciente da sua cidadania e dos seus direitos. (Jairo Bahia/Tribuna do Recôncavo).

2015-08-25 11.15.27

Saiba as diferença entre dengue, chikungunya e zika

O Ministério da Saúde confirmou no mês de Maio a circulação do Zika vírus no Brasil. Esse vírus é transmitido pela picada do mosquito Aedes aegypti, o mesmo que transmite a dengue e o chikungunya.

Sintomas e como tratar

O Zika vírus tem uma evolução benigna, e demora cerca de quatro dias entre a infecção e a manifestação dos primeiros sintomas.

A doença é caraterizada por febre baixa, olhos vermelhos sem secreção e sem coceira, dores em articulações, pontos brancos ou vermelhos na pele, dores musculares, dor de cabeça e dor nas costas. A doença é autolimitada, com os sinais e sintomas durando, em geral, de 2 a 7 dias.

O tratamento é de acordo com os sintomas e baseado no uso de paracetamol para febre e dor, sob orientação médica. Não há vacina contra o Zika vírus e a única forma de prevenção é combater os focos do mosquito Aedes.

Formas de prevenir a doença

O meio mais eficaz de prevenir novos casos da doença é evitando a sua proliferação. Seguem a seguir algumas dicas básicas:

*Evite deixar água parada em locais propícios para a multiplicação dos mosquitos como: latas, copos plásticos, pneus, vasos de plantas, garrafas ou caixa d’água, por exemplo.
*Não deixar com que a água da chuva se acumule nestes locais.
*Lixos devem ficar bem tampados e o uso de repelente faz-se ótima medida preventiva.
*Instalar redes de proteção nas portas e janelas da residência também pode ajudar a prevenir a presença do mosquito transmissor.

Diferença entre dengue, chikungunya e zika

Os vírus da dengue, chikungunya e zika são transmitidos pelo Aedes aegypti, e levam a sintomas parecidos, como febre e dores musculares. Mas as doenças têm gravidades diferentes, sendo a dengue a mais perigosa.

A dengue, que pode ser provocada por quatro sorotipos diferentes do vírus, é caracterizada por febre repentina, dores musculares, falta de ar e moleza. A forma mais grave da doença é caracterizada por hemorragias e pode levar à morte.

chikungunya caracteriza-se principalmente pelas intensas dores nas articulações. Os sintomas duram entre 10 e 15 dias, mas as dores articulares podem permanecer por meses e até anos. Complicações sérias e morte são muito raras.

Já a febre por zika vírus leva a sintomas que se limitam a no máximo 7 dias e não deixa sequelas. Não há registro de casos de morte provocados pela doença.

Em Santo Antônio de Jesus aconteceu nesta segunda-feira (20/07), uma reunião na Câmara de Vereadores que tratou sobre o Plano de Enfrentamento da dengue, chikungunya e zika. Plano este que precisa ser aprovado pelo Conselho Municipal de Saúde. Sua finalidade é preitear incentivos financeiros para ampliar as ações de combate ao mosquito no município.

A primeira parte desse plano é a mobilização social, com jingle e mensagens para carro de som e emissoras de rádios. Assim como orientações para a busca de Unidades de Saúde mais próximas em caso de suspeita da doença. Entre as ações,  serão feitos mutirões em bairros com alto índice de infestação e gincanas em escolas através da Secretaria de Educação e Equipes da Atenção Básica.

De acordo com Karine Cristina, gerente de Vigilância epidemiológica, a mobilização é de extrema importância “Nós queremos trazer toda população para perto, pra poder nos ajudar no combate ao mosquito da Dengue”, disse. (Hélio Alves/Tribuna do Recôncavo).

Voltar à página inicial