Aguinaldo Silva detona ‘La La Land’ e decreta: ‘O cinema morreu’

Diretor de “Crô – O filme” e novelas como “Senhora do Destino” e “Império”, Aguinaldo Silva parece não ter gostado muito de um dos favoritos ao Oscar 2017, “La La Land: Cantando Estações”, de Damien Chazelle. Em postagem no Facebook, o autor detonou cada detalhe do filme, do roteiro à interpretação dos protagonistas, Emma Stone e Ryan Gosling.

“Acabei de ver La La Land. Se este foi o melhor filme produzido este ano, então o cinema acabou”, disse. “Os atores não têm o que fazer a não ser caras e bocas, quando dançam não passam magia nem emoção, dá para perceber que ensaiaram rigorosamente cada passo durante semanas até no mais mínimo gesto de dedos, mas ficaram a quilômetros da perfeição…”, continuou.

Aguinaldo Silva criticou ainda o roteiro da obra de Chazelle. “A história é pífia, os encontros e desencontros entre os dois são falsos e forçados, enfim… É um filme que ganhará todos os prêmios, sim… E depois será esquecido”, finalizou. (Bahia.ba)

‘Zootopia’ leva 6 prêmios no Annie Awards, o ‘Oscar da animação

“Zootopia – Essa cidade é o bicho” levou seis prêmios, incluindo o de melhor longa-metragem de animação, no Annie Award, considerado o Oscar dos filmes do gênero. A lista de vencedores foi anunciada neste domingo (05/02), em Los Angeles.

A produção da Disney conta a história de Judy Hopps, uma coelhinha que sonha se tornar policial e se junta à trapaceira raposa Nick Wilde para desvendar um caso na cidade que dá nome ao filme. A animação também ganhou as estatuetas de direção, roteiro, design de personagem, storyboard e dublagem.

Premiado também do Globo de Ouro, “Zootopia” desponta como favorito da Disney ao Oscar de animação com a nova vitória. O vencedor de Annie ganhou a estatueta em dez dos 15 anos desde que os prêmios da Academia introduziram a categoria. A cerimônia deste ano está marcada para 26 de fevereiro.

“Moana – Um mar de aventuras”, outra produção da Disney que recentemente se tornou a mais bem-sucedida da história do estúdio no Brasil, levou prêmios de efeitos de animação e dublagem. O longa também concorre ao Oscar. Outros indicados aos prêmios da Academia também foram condecorados. “A tartaruga vermelha”, novo filme do Studio Ghibli, produtora japonesa responsável pelo famoso “A viagem de Chihiro” (2001), ganhou como melhor animação independente. Já “Kubo e as cordas mágicas” venceu nas categorias de animação de personagem, design de produção e editorial. (G1)

Filme sobre a Operação Lava-Jato terá gravações suspensas

As gravações do filme Polícia Federal – A Lei é para Todos foram canceladas. O longa, inspirado nos bastidores da Operação Lava Jato, teria uma nova fase de captação de imagens a partir dessa semana, mas após a prisão de Eike Batista os planos foram abortados.

Isso porque, segundo a coluna de Leo Dias, do jornal O Dia, o empresário era um dos investidores do projeto que reúne atores como Marcelo Serrado, Antonio Calloni e Flavia Alessandra.

Eike Batista atualmente está preso em Bangu 9 por conta da Operação Eficiência, que é do que um desdobramento da Lava Jato. (Editado por Tribuna do Recôncavo | Fonte: R7)

‘Moana’ bate ‘Frozen’ e é a animação mais vista no Brasil

A animação “Moana – Um Mar de Aventuras”, da Disney, já foi vista por mais de 4,3 milhões de espectadores e arrecadou R$ 61,3 milhões no Brasil, tornando-se a mais assistida do país no lugar de “Frozen – Uma Aventura Congelante” que atingiu 4,2 milhões de espectadores e R$ 51,6 milhões em bilheteria.

“Moana – Um Mar de Aventuras” é a história de uma adolescente polinésia de 16 anos (voz de Auli’i Cravalho na versão original) que se aventura pelo Oceano Pacífico para desvendar o mistério que envolve seus ancestrais. Durante esta grande aventura, ela encontra o “espirituoso” e poderoso semideus Maui (voz de Dwayne Johnson na versão original) e, juntos, eles embarcam em uma viagem cheia de ação.

Do mesmo estúdio de “Zootopia” e “Frozen – Uma aventura Congelante”, a animação é dirigida pelos cineastas Ron Clements e John Musker (“A Pequena Sereia” e “Aladdin”). O filme também está indicado em duas categorias do Oscar 2017: melhor animação e melhor canção original com How Far I’ll Go, de Lin-Manuel Miranda. (Bahia.ba)

Voltar à página inicial