web analytics

Mãe pinta o rosto com mancha igual a do filho e movimenta redes sociais

Foto: Reprodução/ Facebook

A atitude de uma mãe movimentou as redes sociais. Carolina Giraldelli, 26 anos, fez uma maquiagem simulando a mancha de nascimento que o filho Enzo Giraldelli Cestari tem no rosto.

A foto foi postada no Instagram e repercutiu nas redes sociais e até mesmo na imprensa internacional. Carolina disse que tomou a atitude para que o filho se identifique e se sinta normal. Na postagem, ela tratou a mancha com normalidade.

“Isso é apenas um pouco do carinho e amor que a mamãe sente, queria poder sentir em meu rosto um pedacinho de você”, diz ela, na mensagem que teve 5,2 mil curtidas. Ela explica que o filho é acompanhado por um dermatologista e que a expectativa é que a mancha diminua a medida que ele cresça. (A Tarde)

Instagram libera função para compartilhar posts do feed nos Stories

Foto: Pixabay

O Instagram liberou nesta quinta-feira (17), uma atualização que permite compartilhar fotos e vídeos do próprio feed ou de outras pessoas (com perfil público) na plataforma nos Stories. De acordo com o site Canaltech, a novidade já começou a chegar para usuários do sistema Android.

Para isso, o usuário deve clicar no ícone de compartilhamento (aquele que se parece com uma seta). Junto às opções de envio via Direct, agora também há a opção de adicionar um publicação do feed à própria história.

“Todas as postagens compartilhadas nas histórias exibem o usuário do autor original. Quando você vê uma postagem na história de alguém, pode tocar nela para conferir a original e ver mais da pessoa que a criou”, explica a nota oficial do Instagram. (Noticias ao Minuto)

Facebook removeu 6,5 milhões de contas falsas por dia no 1º trimestre

Foto: Divulgação

Depois do escândalo de vazamento de dados, o Facebook anunciou hoje (15), que removeu diariamente, em média, 6,5 milhões de contas falsas da plataforma durante o primeiro trimestre de 2018.

Ao todo, foram 583 milhões de perfis falsos removidos pela empresa nos três primeiros meses de 2018. Os dados foram divulgados no primeiro relatório de transparência sobre remoção de conteúdo publicado pelo Facebook.

O documento reitera o esforço recente da empresa de ser mais transparente sobre suas políticas e práticas. “Acreditamos que o aumento da transparência tende a levar a uma maior prestação de contas e responsabilidade ao longo do tempo, e publicar essas informações nos levará a melhorar mais rapidamente”, afirmou Guy Rosen, vice-presidente de gerenciamento de produtos do Facebook. (Metro1)

Novo golpe inventa lojas de roupa falsas no Instagram

Foto: USP Imagens/ Fotos Públicas

Quem nunca caiu na tentação de querer renovar o armário durante uma promoção? Mas caso for adquirir suas roupas por meio das redes sociais, é preciso cuidado. Um novo golpe inventa lojas de roupas no Instagram para pegar dinheiro de suas vítimas por meio de depósito bancário, mas a entrega não é feita. As peças mesmo, nem existem. O programa ‘Fantástico’, que foi ao ar neste domingo (14), investigou este tipo de cibercrime durante dois meses.

Perfis com nomes como “Toque de Mágica” ou “Confecção perfeita” atraem suas vítimas com promoções imperdíveis. As contas imitam lojas de verdade de forma bem detalhada, com seguidores na rede social, número de CNPJ e, até mesmo, supostos comentários de clientes satisfeitos, agradecendo ao atendimento. Mas tudo faz parte de um grande teatro. De acordo com a investigação, estas lojas pedem depósito em dinheiro. Após a transferência, os cibercriminosos enviam um suposto código de rastreio, mas as roupas nunca chegam.

Vítimas entrevistadas pelo programa chegaram a perder até R$ 700 com o golpe. “Só do que a gente a nossa investigação apurou foram mais de R$ 100 mil em prejuízo”, disse Saulo Rodrigues, delegado da Polícia Civil de Minas Gerais. Para não cair no golpe, o professor da faculdade de Direito da FGV/RJ sugere que internautas verifiquem se a loja encontrada no Instagram tem outro site oficial. Já que uma página “fora da rede social representa um custo e um investimento”, explica. (Noticias ao Minuto)

Facebook divulga nova ferramenta de checagem de notícias falsas

Foto: APEC PERU 2016/ Fotos Públicas

O Facebook lançará na próxima semana no Brasil uma ferramenta de verificação de notícias falsas. A ação é uma parceria com as agências de checagem Aos Fatos e Agência Lupa. A verificação vai partir de denúncias feitas pelos usuários da rede social. Será possível indicar ao Facebook se uma notícia é considerada falsa. Isso fará com que a promoção desse post seja reduzida de forma significativa no Feed de notícias. A novidade foi anuncia nesta quinta-feira (10/05).

Nos Estados Unidos, onde a ferramenta já é usada, houve uma redução considerável de 80% no compartilhamento das chamadas fake news. “Estamos comprometidos em combater a disseminação de notícias falsas no Facebook. Essa parceria com Aos Fatos e Agência Lupa é mais um passo em nossos esforços para combater a desinformação e melhorar a qualidade das notícias que as pessoas encontram no Facebook”, disse a líder de parcerias com veículos de mídia do Facebook para América Latina, Cláudia Gurfinkel.

Apesar de reduzir o alcance de conteúdos falsos, o Facebook enviará notificações para pessoas e administradores de páginas avisando que a veracidade do conteúdo foi questionada. As páginas que fizerem uso frequente de notícias consideradas falsasrede terão anúncios banidos. (Poder360)

Facebook compra direitos da Libertadores e vai transmitir jogos

Foto: Rodrigo Corsi/ FPF

A partir do ano que vem, será possível assistir aos jogos da Libertadores pelo Facebook. A rede social adquiriu os direitos de transmissão da competição, num contrato válido de 2019 a 2022, segundo informou a “Folha de S.Paulo”. O Facebook vai exibir ao vivo e gratuitamente uma partida por semana aos seus usuários.

Os direitos de transmissão da Libertadores para a TV continuam com o Grupo Globo (canal aberto) e com o Fox Sports (canal fechado). O SporTV também poderá exibir algumas partidas, mas sempre respeitando a Fox, que tem a preferência. (Noticias ao Minuto)

Facebook testa botão de reação e adesivo com rosto de usuário

Foto: Reprodução

Depois de ter integrado o Stories a praticamente todos os serviços, parece que o Facebook ainda não acabou de se ‘inspirar’ no Snapchat. A rede social de Mark Zuckerberg se prepara para oferecer um recurso semelhante ao Bitmoji, do Snapchat.

Chamada de “Facebook Avatars”, a função permitirá aos usuários criar versões ilustradas de si mesmos para usarem como ‘adesivos’. Conforme o TechCrunch, será possível personalizar a cor de pele, estilo de cabelo e outros pormenores faciais. O site revelou até algumas imagens dos “Avatars do Facebook”.

Pelo que parece, a rede social permitirá usar estes stickers não só no Messenger mas ainda como reação a comentários. A justificativa do Facebook seria que, assim, ajuda “as pessoas a se expressarem melhor”. Os testes aos Avatars já estão acontecendo internamente.  (Noticias ao Minuto)

Ataque hacker expõe dados de 100 mil clientes do banco Inter

Foto: Pixabay

Dados pessoais de cerca de 100 mil clientes do Banco Inter foram expostos, durante as últimas semanas, após um suposto ataque hacker. Senhas, fotos de cheques e documentos estão entre os arquivos presentes em uma pasta criptografada de 40 GB, que foi recebida pelo site ‘TecMundo’. De acordo com a reportagem, um hacker autodenominado “John” enviou um manifesto ao portal dizendo como teve acesso a estes dados, e quais foram os motivos que o levaram a invadir o sistema do banco. Ele também dá detalhes de uma suposta situação de extorsão, afirmando que o banco pagaria para deixar “este caso de lado”. O hacker disse que o pagamento não foi realizado.

“John” disse que explorou uma brecha na nuvem do sistema bancário para obter os dados dos clientes do banco. Em comunicado, o Banco Inter nega a notícia. Confira a nota na íntegra: “O Banco Inter comunica que foi vítima de tentativa de extorsão e que imediatamente constatou que não houve comprometimento da segurança no ambiente externo e nem dano à sua estrutura tecnológica. A companhia esclarece, ainda, que comunicou o fato às autoridades competentes e a investigação corre em sigilo. Reforça também que, conforme a Lei 5.250/1967, Art. 16, é crime a divulgação de “notícias falsas ou fatos verdadeiros truncados ou deturpados” a respeito de instituição financeira, ou para causar “perturbação da ordem pública ou alarma social”.

O TecMundo confirmou 81,609 mil nomes no vazamento, enquanto o hacker afirma serem mais de 300 mil nomes envolvidos, o que incluiria todos os clientes do banco, muitos documentos dentro do arquivo de 40 GB estavam protegidos por senhas, não sendo possível a confirmação das outras milhares de contas alegadas. O Banco Inter, que também recebeu o arquivo de 40 GB, negou uma invasão e comentou: “O Banco Inter segue as regulamentações de segurança aplicáveis à natureza do serviço prestado, estando em conformidade com as boas práticas no que se refere à proteção dos dados pessoais de seus clientes. Nesse sentido, busca constantemente o aperfeiçoamento de sua segurança digital. Inclusive, é pioneiro na migração de dados para computação em nuvem junto ao seu parceiro Amazon Web Services”. (Noticias ao Minuto)

Anúncio oferece carteira da OAB por R$ 1 mil; vendedor ‘garante’ registro oficial

Foto: Reprodução

Conseguir a formação em Direito exige pelo menos cinco anos de faculdade, com estágio, noites de estudo e dedicação. E além do diploma, quem quer advogar também tem que passar no Exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Mas e se você pudesse poupar tempo e esforço e conseguir a carteira de advogado em apenas alguns dias? É o que oferece um anúncio do site Mercado Livre. Por apenas R$ 1 mil, o anunciante – que supostamente está em Fortaleza, no Ceará – garante a emissão de cartões da OAB frente e verso, válidos em todo o país. Nas respostas dadas a pessoas interessadas, o vendedor diz que basta efetuar o pagamento, anexar no chat uma foto 3×4, enviar nome e idade, que ele garante a emissão da carteira e o envio pelo correio.

Uma pessoa questiona como vai conseguir advogar se não tem o registro na Ordem. “Eu consigo os números válidos tudo certinho, você vai conseguir advogar sim. Porém a foto não consta no número e sim somente a sua na carteirinha”, explica. “Você pode cuidar de causas, entrar em cantos que só advogados é (sic) permitido, você estudando ou cursando a área porém não se formou, com a carteirinha já pode tratar do assunto sem problemas”, completa, em outra resposta. Quando um usuário o acusa de estelionato, ele rebate: “Nada de estelionado, todas as carteirinhas vão com cadastros na OAB amigo, antes de tirar suas conclusões pergunte primeiro ok! nada aqui é irregular”.

Um outro diz que encaminhou os prints para a OAB e para a Polícia Federal, mas nem isso o assusta. “Qual problema? Andei roubando alguém ou matando? Tudo isso está a seu dispor amigo não posso fazer nada, não sou o primeiro nem último.” O valor cobrado pode ser dividido em 12 vezes. Não há informações sobre se alguém conseguiu obter a carteira ou se a proposta seria uma forma de tirar dinheiro de pessoas que acreditam na “facilidade”, mas a opção apresenta a “garantia” do site de que o pagamento só será concluído caso a entrega seja feita. (Bahia Noticias)

WhatsApp terá stickers e videochamadas em grupo

Foto: Divulgação

O WhatsApp é conhecido por seus milhões de grupos, incluindo família, amigos, colegas da faculdade e trabalho. Mas, se você quiser fazer uma videochamada em grupo, o app não permite. Isso vai mudar em breve. Na conferência F8, o Facebook anunciou que o WhatsApp terá videochamadas em grupo “nos próximos meses”. Elas funcionarão em smartphones e terão, no máximo, até quatro participantes.

Desde 2016, o aplicativo permite fazer chamadas em vídeo, mas só com outra pessoa. Enquanto isso, o Instagram acabou de anunciar que terá videochamadas com uma ou mais pessoas. Além disso, o WhatsApp confirmou que terá stickers “em breve”. Já vimos diversos sinais de que isso iria acontecer, mas agora é oficial. Além das opções criadas pela própria empresa, será possível usar packs de terceiros.

Há alguns meses, o WABetaInfo mostrou o que esperar deste recurso, presente no Telegram desde 2015: Por fim, o WhatsApp compartilhou quantas pessoas estão no Status, seu clone do Snapchat: são 450 milhões de usuários todo dia. Ou seja, este é o produto de Stories mais popular do mundo — mais até que o Instagram Stories. (Tecnoblog)

Golpe do Bolsa Família atrai 600 mil vítimas no WhatsApp

Foto: Reprodução/ WhatsApp

Criminosos estão usando o Bolsa Família como tema em mais um golpe disseminado pelo aplicativo de mensagens WhatsApp, de acordo com o dfndr lab, o braço de pesquisas de cibercrime da PSafe, fabricante de antivírus para Android. A mensagem promete um adicional de R$ 954 para beneficiários do programa social do governo. A fraude leva usuários para uma página que obriga a vítima a compartilhar o link maliciosos com seus contatos ou grupos. No fim, o site malicioso oferece a instalação de aplicativos possivelmente indesejados e que podem deixar o celular vulnerável, de acordo com a PSafe.

A “recomendação” de aplicativos é um golpe frequente no Android, pois é muito comum que desenvolvedores paguem quem “recomenda” a instalação de seus aplicativos, inclusive para aplicativos cuja instalação é grátis. Dessa forma, os criminosos conseguem lucrar com o golpe. A empresa diz que seus filtros de segurança impediram 600 mil pessoas de acessar o link malicioso em 24 horas. Em certos momentos, o número de bloqueios chegou a 40 mil por hora. O golpe pode ter sido impulsionado pela notícia de um possível aumento no benefício do Bolsa Família em estudo pela equipe econômica do governo federal.

Quem clica no link é obrigado a responder três perguntas: “Você possui o cartão bolsa família?”, “Você recebe todo mês?” e “Você conhece amigos ou parentes que recebe?”. As respostas não fazem diferença: no fim, a vítima deve encaminhar o golpe para dez amigos ou grupos antes de ter acesso ao “benefício”. Quem recebe a mensagem é aconselhado a ignorá-la e não acessar o site indicado nem encaminhar o link. De modo geral, o golpe tem o mesmo formato das outras fraudes que circulam no WhatsApp. Portanto, usuários devem ficar atentos para não cair em outros golpes semelhantes, ainda que utilizem um tema diferente. (G1)

WhatsApp veta menores de 16 anos na Europa

Foto: Allan White/ Fotos Públicas

O aplicativo de mensagens instantâneas WhatsApp aumentou nesta quarta-feira (25) de 13 para 16 anos a idade mínima de seus usuários em toda a Europa. A medida foi tomada antecipando o novo regulamento sobre privacidade de dados (GPDR), que entrará em vigor no próximo dia 25 de maio. “No próximo mês, a União Europeia atualiza suas leis de privacidade para exigir mais transparência sobre como os dados da internet são usados online”, diz o comunicado do WhatsApp.

Segundo o texto, o aplicativo vai pedir aos usuários europeus para confirmarem a idade na hora de aceitar os novos termos do serviço. Além disso, entre outras atualizações, o WhatsApp ressaltou que “criou uma entidade dentro da União Europeia para oferecer seus serviços e atender aos novos e estritos padrões de transparência quanto à maneira de proteger a confidencialidade dos seus usuários”. A empresa se dividiu em duas partes para continuar operando no continente.

Lá, o serviço será fornecido pelo WhatsApp Ireland Limited, nova entidade com sede na Irlanda, enquanto que no resto do mundo, inclusive no Brasil, ele será operado pela WhatsApp Inc, empresa já existente. A GPDR entrou em vigor na Europa recentemente e já é vista como a maior reforma na privacidade online. Ela obriga todas as empresas a serem transparentes quantos aos dados que coletam dos usuários. (ANSA)

Governo estuda incluir classificação indicativa no YouTube

Foto: Gilberto Marques/ A2FOTOGRAFIA/ Fotos Públicas

O Ministério da Justiça e a Procuradoria Geral dos Direitos do Cidadão estão debatendo a inclusão da classificação indicativa para vídeos exibidos em plataformas online, como o YouTube.

De acordo com o jornal ‘O Globo’, canais da plataforma streaming terão que indicar a faixa etária permitida para assistir determinados conteúdos caso a classificação se torne obrigatória.

“Os ‘Zuckerbergs’ da vida têm sua responsabilidade sobre o conteúdo que é apresentado para crianças do mundo inteiro. Quem cria conteúdo para crianças e adolescentes tem uma responsabilidade social”, opina Regina de Assis, doutora em Educação pela Universidade de Harvard (EUA). (Noticias ao Minuto)

Primeiro vídeo do YouTube comemora 13 anos

Foto: Reprodução/ YouTube

O primeiro vídeo publicado na história do YouTube comemorou 13 anos nesta segunda-feira dia 23 de abril. A publicação, uma sequência de 18 segundos feita por Jawed Karim, co-fundador da rede, foi postada logo após o domínio do site ter sido declarado oficialmente da empresa.

Pelos padrões atuais do site, o vídeo “Me at the Zoo” (“Eu no Zoológico”, em tradução livre) é bastante maçante, com Karim falando para a câmera em frente ao recinto dos elefantes.

Desde então, mais de 48 milhões de pessoas já assistiram ao vídeo, que permanece como a única publicação no canal do empresário – fundador também da Youniversity Ventures, que investe em startups com produtos inovadores. (Correios) Confira o vídeo:

Saiba como ouvir o áudio no WhatsApp antes de enviar

Foto: Fernanda Carvalho/ Fotos Públicas

Você costuma mandar muitos áudios pelo WhatsApp? E você sabia que é possível escutá-lo antes de enviar? Antes de começar a explicação, é necessário dizer que esta opção só está disponível para usuários de iPhone. Outra coisa importante é: se você for interrompido por alguma função do celular, como ligações ou notificações, você não vai conseguir salvar o áudio e irá precisa gravar de novo.

Para ouvir o que você acabou de dizer antes de enviar, basta começar a fazer a gravação da mensagem e bloquear com um cadeado para não precisar ficar segurando o botão do microfone. Segundo o Olhar Digital, para fazer isso, é só pressionar o botão e arrastar para cima.

Assim que terminar, não clique em nada e saia do aplicativo clicando no botão Home. Aquele é aquele que fica no meio do aparelho. Depois, é só entrar novamente no aplicativo. A mensagem vai estar salva na conversa e você vai conseguir conferir se ficou boa antes de enviar. Não gostou? Você pode apagar. (Noticia ao Minuto)

WhatsApp ganha função para remover status de administrador em grupos

Foto: Divulgação/ WhatsApp

Para pessoas que administram grupos no WhatsApp, uma novidade interessante. Agora se pode retirar o status de administrador de qualquer membro de forma simples. Ou seja, é possível remover a condição sem precisar expulsar a pessoa do grupo. No entanto, somente o outro administrador pode o fazer.

Até então, a única maneira de fazer isso era afastando o participante e adicionando-o novamente depois, as informações são do Tec Mundo. O novo recurso está disponível na versão 2.18.41 do WhatsApp para iOS e na versão 2.18.120 para Android, ainda em fase Beta.

Para remover o status de administrador de um membro de grupo que você participa, acesse a lista de integrantes, mantenha o dedo sobre o participante e use a opção “Remover como admin”. (Noticias ao Minuto)

Voltar à página inicial