web analytics

WhatsApp libera função para silenciar grupo chato de maneira mais fácil

Foto: Fernanda Carvalho/ Fotos Públicas

Se você está cansado de receber uma enxurrada de mensagens no WhatsApp, saiba que a versão teste do aplicativo ganhou um atalho para silenciar conversas pela central de notificações do Android.

De acordo com o UOL, toda vez que um contato ou um grupo te bombardear com 51 mensagens, ou mais, o app vai perguntar se você quer “responder” ou “silenciar” a conversa.

Isso quer dizer que você não precisará nem abrir o aplicativo para parar de receber as notificações. A novidade já está disponível para a versão beta 2.18.216 do WhatsApp para Android. Experimente! (Noticias ao Minuto)

Instagram está mais interativo com este novo sticker

Foto: Pixabay

A rede social de partilha de imagens e vídeos, Instagram, tem uma nova funcionalidade desde esta terça-feira (10). Trata-se de um novo sticker de perguntas que permitirá que os usuários conversem mais entre si. Os stickers são usados nas Stories e, quando responder a uma questão, será aberta uma nova Storie para essa resposta. A mais recente atualização permite também ter conversas de vídeo no Instagram Direct. (Noticias ao Minuto)

Imposto sobre uso de redes sociais entra em vigor em Uganda

Foto: Pixabay

A Uganda implantou nesse domingo (1º) um imposto sobre o uso de redes sociais em todo o país. Para burlar o controle, a busca por VPNs e acessos por meio de redes privadas disparou. O governo já avisou que deve bloquear esses tipos de serviços em breve. A nova lei do país africano foi anunciada em maio deste ano e tem gerado muita polêmica. O texto prevê que seja cobrada uma taxa diária de 200 shillings (o equivalente a cerca de 20 centavos) para ter acesso a redes sociais, como Facebook, Twitter, Instagram, WhatsApp, Viber e outros.

O Ministro da Fazenda de Uganda, Matia Kasaija, justifica a implantação da lei dizendo que o dinheiro vai ajudar a melhorar as contas do país e a “manter a segurança nacional e ampliar a rede de eletricidade”. Como explica o Olhar Digital, o imposto pode parecer barato, mas a taxa é alta para a economia frágil do país e pode excluir os mais pobres. Segundo o The Next Web, a medida gerou uma grande procura por meios de bloquear o imposto, como as VPNs.

O site BestVPN.com, que compara estes serviços, anunciou que o número de visitantes de Uganda aumentou 1.567% no último final de semana. Em resposta, o diretor-executivo da Comissão de Comunicação de Uganda (UCC, em inglês), Godfrey Mutabazi, garantiu que o país possui tecnologia para bloquear o uso de VPNs. “Diferentes sistemas de VPN continuam a ganhar funções avançadas para contornar bloqueios, mas governos ao redor do mundo continuam a bloqueá-los”, afirmou. (Noticias ao Minuto)

Aplicativo converte áudios do WhatsApp em texto

Foto: Pìxabay

Criado por um desenvolvedor italiano, o aplicativo Transcriber transforma os áudios do WhatsApp em texto. O app é gratuito (mas possui uma versão paga), é leve (tem pouco mais de 4 MB) e está disponível apenas para Android.

Para utilizar o aplicativo, é preciso entrar no WhatsApp, selecionar o áudio que deseja converter, clicar em compartilhar e depois na opção “Transcriber”. Poucos segundos depois, aparece a mensagem em formato de texto, que pode ser copiada e compartilhada.

No Transcriber, dá para ver o histórico das mensagens transcritas. De acordo com o UOL, ao clicar nos três pontinhos, na parte superior direita, e depois em “Configurações”, é possível definir o idioma que será usado (são 42 opções de línguas). (Noticias ao Minuto/ UOL)

Instagram é avaliado em US$ 100 bilhões

Foto: Pixabay

O Instagram tem valor de mercado de US$ 100 bilhões, segundo estimativa da agência de notícias Bloomberg, indicando que o Facebook multiplicou por 100 o valor da rede social de fotos desde a sua aquisição, em 2012. O aplicativo, que disse na semana passada ter alcançado 1 bilhão de usuários ativos, pode superar os US$ 10 bilhões em receitas no próximo ano, ainda de acordo com relatório da Bloomberg.

A expectativa é de que o número de usuários da rede poderá dobrar nos próximos cinco anos, patamar já alcançado pelo Facebook, que cresce em velocidade mais lenta. Além disso, a rede de fotos poderá responder por 16% da receita do Facebook neste ano, acima dos 10,6% registrados no ano passado, segundo dados da consultoria eMarketer citados pela Bloomberg.

Também na semana passada, o Instagram anunciou o serviço IGTV, que deve competir com o YouTube, do Google. Em comunicado, o Instagram disse que o “IGTV foi criado para a forma como você usa do seu celular: os vídeos ocupam a tela toda na vertical”. Para ver o vídeo em toda a tela, o usuário do YouTube precisa virar o aparelho na horizontal. (Noticias ao Minuto)

Google lança Android Mensagens para computador

Foto: Pixabay

O Android Mensagens agora está acessível também a partir do navegador do computador. A ferramenta foi lançada esta semana e, para funcionar, precisa de uma nova versão do app. De acordo com a empresa, ela estará disponível nos próximos dias.

Para acessar a versão web, basta o usuário ir ao endereço messages.android.com, por meio dos navegadores Chrome, Firefox, Opera, Safari e Edge. A empresa ainda destacou que, além de permitir a troca de SMS pelo computador, o aplicativo ainda suporta mensagens com imagem e vídeo, graças à tecnologia RCS.

O Android Mensagens funcionará como o já conhecido WhatsApp Web e requer um celular para escanear o código na tela do computador e fazer login. (TechTudo/ Noticias ao Minuto)

Instagram lança ‘TV’ e passa a permitir vídeos longos

Foto: Pixabay

O Instagram anunciou nesta quarta-feira (20), uma nova extensão que permitirá ao usuário assistir vídeos longos -atualmente, a rede só comporta vídeos de até 1 minutos. O IGTV (algo como Instagram TV, já que IG é a sigla para Instagram) terá canais, com conteúdo produzido por celebridades da internet e artistas. A ação visa concorrer com os canais do YouTube, da Google.

De acordo com o comunicado do Instagram, “IGTV foi criado para a forma como você usa do seu celular: os vídeos ocupam a tela toda na vertical”. Para ver o vídeo em toda a tela, o usuário do YouTube precisa virar o aparelho na horizontal. Em outra referência clara ao concorrente, o Instagram afirma que o conteúdo do IGTV começa assim que o aplicativo é aberto, “não é preciso procurar para assistir ao conteúdo de pessoas que você já segue”.

O usuário poderá dar “like” e comentar o vídeo. O aplicativo estará dentro do Instagram, mas também poderá ser baixado individualmente. Qualquer usuário poderá criar seu próprio canal, que estará atrelado ao seu nome. O novo app e a atualização do Instagram estará disponível nas próximas semanas. Nesta quarta, a rede anunciou também que já conta mais de 1 bilhão de pessoas em todo o mundo.

Redação: Noticias ao Minuto | Fonte: Folhapress

Snapchat lançará série com celebridades das redes sociais

Foto: Pixabay

O Snapchat prepara para o outono norte-americano, a partir de setembro, o lançamento de uma série própria disponibilizada na internet. “Endless Summer” (“Verão Sem Fim”) mostrará o dia a dia de personalidades das redes sociais.

Os primeiros protagonistas serão o casal de vlogueiros norte-americanos Summer Mckeen e Dylan Jordan, que terão sua rotina em Laguna Beach exibida na atração. Segundo o portal B9, os episódios de “Endless Summer” terão de três a cinco minutos de duração. (Noticias ao Minuto)

Entenda como golpistas lucram com fraudes no WhatsApp

Foto: Pixabay

Fraudes no WhatsApp já se tornaram comuns. Elas oferecem descontos em produtos e serviços, oportunidades de emprego, recarga de celular e benefícios sociais. Apesar de comuns, ainda fazem muitas vítimas. Afinal, quem arca com o prejuízo? Quem recebe a mensagem e acessa o link normalmente não tem nenhum prejuízo. Geralmente o usuário é obrigado a encaminhar o conteúdo aos seus contatos, ampliando o alcance da fraude.

Ou até mesmo a instalar algum aplicativo, que costuma ser legítimo e estar disponível no Google Play. Neste caso, o usuário não tem prejuízo. Em algumas situações, a vítima é levada a assinar um serviço de SMS pago. No entanto, o prejuízo pode ser reembolsado mediante reclamação com a operadora. Mesmo assim, os golpistas lucram em todos os passos, como no acesso e permanência do usuário à página da fraude, que possuem anúncios pagos. Vale lembrar que os anunciantes não pagam aos criminosos. A publicidade online é, na maioria das vezes, intermediada por agências que possuem contato com anunciantes e com produtores de conteúdos.

Além dos anúncios, os criminosos também ganham por instalação de apps falsos e solicitações de serviços de SMS. As empresas que prestam esses serviços pagam pela indicação de assinantes e não sabem que os supostos clientes chegam por meio de fraudes. Quando o usuário do WhatsApp percebe que contratou um serviço ou baixou um aplicativo que não tem interesse, ele cancela. Contudo, o golpista já recebeu a sua comissão. Ou seja, quem fica com o prejuízo são os anunciantes e as empresas que pagam pelas indicações. (mais…)

Hackers chineses invadem sistema e roubam projetos da Marinha dos Estados Unidos

Foto: Pixabay

Hackers do governo chinês violaram as redes de computadores de uma empresa de defesa dos EUA que possuía informações altamente confidenciais sobre submarinos de guerra dos Estados Unidos. Autoridades ainda não divulgaram quais sistemas foram violados, informa o Washington Post, embora “planos secretos para desenvolver um míssil supersônico para uso em submarinos dos EUA até 2020” tenha certamente sido extraído durante o ataque, ocorrido entre janeiro e fevereiro deste ano.

Cerca de 614GB de um programa chamado “Sea Dragon” (Dragão do Mar) também foram roubados, acrescenta o relatório. “O Washington Post concordou em reter certos detalhes sobre o projeto comprometidos a pedido da Marinha, que argumentou que sua divulgação poderia prejudicar a segurança nacional”, disse o jornal.

Embora não se saiba o que o programa Sea Dragon envolve, a Agência de Projetos de Pesquisa Avançada de Defesa (DARPA) completou o desenvolvimento de uma embarcação de superfície autônoma, não-tripulada e anti-submarina com um nome muito semelhante na mesma época em que supostamente ocorreu o ataque, o “Sea Hunter” (Caçador Marinho). “Há medidas em vigor que exigem que as empresas notifiquem o governo quando ocorrer um ‘incidente cibernético’ que tenha efeitos adversos reais ou potenciais em suas redes que contenham informações confidenciais controladas”, disse um porta-voz da Marinha dos EUA antes de se recusar a detalhar as denúncias.

Bahia.Ba

Após atualização, WhatsApp para Android perde recurso clássico de envio de áudio

Foto: Pìxabay

Em sua nova atualização, a versão beta do WhatsApp para Android não tem mais o atalho de fone de ouvido exibido no botão de anexar do app, que permitia o envio de mensagens de voz sem a necessidade de segurar o ícone do microfone. Em substituição, o mensageiro sugere que os usuários pressionem o microfone e arrastem. Agora, para mandar um áudio sem ter que segurar o ícone, a alternativa é deslizar o dedo para cima.

O desenho de um cadeado irá aparecer. Feito isto, a gravação fica travada e o usuário pode continuar falando. Para enviar, clique na seta ou em cancelar para gravar novamente. Segundo o WABetaInfo, os usuários da versão 2.18.71 do WhatsApp para Android que tentarem usar a função anterior serão avisados que ela mudou e orientados sobre o novo procedimento.

Como cita o Olhar Digital, acredita-se que o motivo da remoção da função seja pouco uso, embora o WhatsApp não tenha se pronunciado. Ainda não se sabe o que o mensageiro incluirá no local onde ainda aparece o fone de ouvido. O WaBetaInfo afirmou no Twitter que novidades devem ser anunciadas em breve. (Noticias ao Minuto)

Live no Facebook agora tem função ‘karaokê’

Foto: Pixabay

O Facebook anunciou nessa terça-feira (05), o lançamento da função batizada de Lip Sync Live, que permite aos usuários fazer transmissões ao vivo enquanto cantam com os seus amigos. A rede social também vai permitir que os usuários adicionem uma trilha sonora aos vídeo compartilhados. Como cita o Olhar Digital, o Facebook foi motivado a criar a funcionalidade pela popularização dos aplicativos Music.ly e Dubsmash.

Segundo a rede social, o Lip Sync Live permite que o usuário sincronize as transmissões com músicas como “Welcome to the jungle”, de Guns N’ Roses, “Havana”, de Camila Cabello, e outros hits. Comece uma transmissão ao vivo e selecione a opção “Lip Sync Live”. Escolha uma música na lista e personalize a transmissão, com filtros, máscaras e planos de fundo. Os seus amigos poderão assistir e comentar a sua performance em tempo real. Na transmissão, aparecerão o artista e a faixa escolhida pelo usuário, para que os amigos possam optar por seguir o artista no Facebook.

O recurso está sendo disponibilizado aos poucos, desde essa quinta- feira (05), para usuários da rede social no Android ou iOS (iPhone). A possibilidade de incluir uma trilha sonora nos vídeos publicados também foi anunciada pelo Facebook, mas ainda não está liberada para todos. Segundo a empresa, a atualização está sendo testada em diferentes localidades e será disponibilizada a mais regiões em breve. (Noticias ao Minuto)

Conheça a dica perfeita para quem não suporta ouvir áudios no WhatsApp

Foto: Pìxabay

Se você não tem paciência para escutar mensagens que te enviaram pelo WhatsApp, o aplicativo Transcriber pode ser a solução dos seus problemas. A plataforma converte áudios em texto. E o melhor: tudo em português.

O aplicativo também é indicado caso você esteja em um momento inoportuno, como uma reunião, mas mesmo assim, precisa ouvir a mensagem. Assim, basta ativar o transcriber e esperar segundos para ver a mensagem enviada escrita na tela. Por enquanto, o aplicativo gratuito só está disponível para Android. (Noticias ao Minuto)

Mãe pinta o rosto com mancha igual a do filho e movimenta redes sociais

Foto: Reprodução/ Facebook

A atitude de uma mãe movimentou as redes sociais. Carolina Giraldelli, 26 anos, fez uma maquiagem simulando a mancha de nascimento que o filho Enzo Giraldelli Cestari tem no rosto.

A foto foi postada no Instagram e repercutiu nas redes sociais e até mesmo na imprensa internacional. Carolina disse que tomou a atitude para que o filho se identifique e se sinta normal. Na postagem, ela tratou a mancha com normalidade.

“Isso é apenas um pouco do carinho e amor que a mamãe sente, queria poder sentir em meu rosto um pedacinho de você”, diz ela, na mensagem que teve 5,2 mil curtidas. Ela explica que o filho é acompanhado por um dermatologista e que a expectativa é que a mancha diminua a medida que ele cresça. (A Tarde)

Instagram libera função para compartilhar posts do feed nos Stories

Foto: Pixabay

O Instagram liberou nesta quinta-feira (17), uma atualização que permite compartilhar fotos e vídeos do próprio feed ou de outras pessoas (com perfil público) na plataforma nos Stories. De acordo com o site Canaltech, a novidade já começou a chegar para usuários do sistema Android.

Para isso, o usuário deve clicar no ícone de compartilhamento (aquele que se parece com uma seta). Junto às opções de envio via Direct, agora também há a opção de adicionar um publicação do feed à própria história.

“Todas as postagens compartilhadas nas histórias exibem o usuário do autor original. Quando você vê uma postagem na história de alguém, pode tocar nela para conferir a original e ver mais da pessoa que a criou”, explica a nota oficial do Instagram. (Noticias ao Minuto)

Facebook removeu 6,5 milhões de contas falsas por dia no 1º trimestre

Foto: Divulgação

Depois do escândalo de vazamento de dados, o Facebook anunciou hoje (15), que removeu diariamente, em média, 6,5 milhões de contas falsas da plataforma durante o primeiro trimestre de 2018.

Ao todo, foram 583 milhões de perfis falsos removidos pela empresa nos três primeiros meses de 2018. Os dados foram divulgados no primeiro relatório de transparência sobre remoção de conteúdo publicado pelo Facebook.

O documento reitera o esforço recente da empresa de ser mais transparente sobre suas políticas e práticas. “Acreditamos que o aumento da transparência tende a levar a uma maior prestação de contas e responsabilidade ao longo do tempo, e publicar essas informações nos levará a melhorar mais rapidamente”, afirmou Guy Rosen, vice-presidente de gerenciamento de produtos do Facebook. (Metro1)

Voltar à página inicial