web analytics

Ataque contra edifício da educação deixa 10 mortos no Afeganistão

Imagem Ilustrativa | Foto: Abo Haitham/ OXFAM/ Fotos Públicas

Nesta quarta-feira (11), dez pessoas morreram e 10 outras ficaram feridas em um ataque ao departamento de educação em Jalalabad, no leste do Afeganistão, disse o porta-voz do governo provincial. Attaullah Khogyani adiantou que entre os 10 mortos se encontra um guarda de segurança.

O ataque começou cerca das 09:00 (04:30 em Brasília) com duas ou três explosões, segundo testemunhas, seguidas de tiroteio e durou mais de quatro horas, não tendo ainda sido reivindicado. Trata-se de mais um ataque visando o sistema educativo em pleno período de exames. Jalalabad é a capital de Nangarhar, província montanhosa do leste do país que faz fronteira com o Paquistão e onde se refugiam talibãs e combatentes do grupo extremista Estado Islâmico (EI).

A cidade é frequentemente alvo de atentados, o último dos quais ocorreu na terça-feira (10), quando 12 pessoas morreram em um ataque suicida reivindicado pelo EI, que afirmou visar os serviços de informações afegãos, embora as vítimas tenham sido majoritariamente civis. O departamento de educação de Jalalabad foi alvo de um ataque há um mês, que causou pelo menos 10 feridos.

Informações: Lusa

Exército da Síria dispara vários mísseis por ‘falso alarme’

Imagem Ilustrativa | Foto: Latonja Martin/Released/ U.S. Navy/ Fotos Públicas

Os sistemas de defesa da Síria dispararam nesta terça-feira (17), vários mísseis por um falso alarme, já que o país não sofreu nenhum ataque externo, afirmou uma fonte do Exército citada pela agência oficial “Sana“. A informação é da Agência EFE. Previamente, a agência tinha informado que os sistemas de defesa tinham sido disparados durante a madrugada e tinham interceptado vários mísseis em zonas rurais na província de Homs, no centro do país.

O Observatório Sírio de Direitos Humanos assegurou que foram ouvidas explosões em zonas rurais do sudeste de Homs e na região da Al Qalamoun, ao norte de Damasco. A Organização não governamental também disse que vários mísseis foram interceptados e outros caíram, mas nenhum deles nos aeroportos militares de Shayrat, situado no sudeste de Homs.

No sábado, os Estados Unidos, a França e o Reino Unido fizeram um ataque conjunto contra instalações na Síria onde supostamente eram fabricadas e armazenadas armas químicas. Síria e Rússia acusaram Israel na semana passada de atacar com mísseis o aeroporto militar T4, no centro do país, provocando a morte de 14 pessoas. (Bahia.Ba)

Brasileiro lidera equipe que investiga ataque químico na Síria

É de um brasileiro a responsabilidade de descobrir quais elementos foram usados na suposta arma química lançada pelo governo de Bashar al-Assad contra a cidade de Douma, na Síria, no último dia 7. Diretor de inspeções da Organização para a Proibição de Armas Químicas (OPAQ), o cientista Marcelo Kós lidera o esquadrão que está na capital síria desde o sábado (14), de onde aguardam para seguir para a região de Ghouta Oriental, onde houve o ataque. “A equipe da FFM (Missão para Encontrar Provas) chegou a Damasco, na Síria, para começar os trabalhos”, informou a organização no Twitter. Apontado como causa da morte de dezenas de pessoas e do envenenamento de centenas, o atentado químico é usado como justificativa para o lançamento de 100 mísseis pelos Estados Unidos, França e Inglaterra contra território sírio, na nesta sexta-feira (13).

A operação maciça teve como alvo três instalações, duas a Oeste de Homs e uma na área de Damasco, que estariam relacionadas a um suposto programa de armas químicas sírias. Damasco nega qualquer atentado biológico em Douma. A Rússia também chamou de “montagem” o alegado uso de agentes tóxicos e insiste na investigação da Opaq. Em entrevista ao Fantástico, especialistas explicaram que existem cinco classes de armas químicas. Os neurotóxicos, como os gases Sarin e o ainda mais potente VX, causam pane no sistema nervoso central, provocando dificuldade de respirar, convulsão, salivação excessiva e ataque cardíaco. As armas sufocantes, como o cloro, provocam sensação de sufocamento, ardor nos olhos, boca e nariz, além de acúmulo de líquido no pulmão.

Os gases sanguíneos usam cianeto para bloquear a oxigenação nas células e causar a falência do corpo. As toxicinas, como a Ricina e a Saxitoxina, provocam irritação nos olhos, nariz e garganta, além de edema pulmonar e podem matar. Ao contrário das vesicantes, como o Gás Mostarda, que não é letal, mas atacam a pele, causam dor intensa e podem levar à cegueira. As armas químicas foram proibidas em acordo humanitário internacional, firmado na Convenção de Genebra, e, desde 1997, entrou na jurisdição da Opaq, que investiga e destrói armas em laboratórios de Porton Down, no Sul da Inglaterra. (Noticias ao Minuto)

Rússia e Irã dizem que ataque com mísseis na Síria foi ilegal

Foto: Kremlin/ Fotos Públicas

Os presidentes da Rússia, Vladimir Putin, e o do Irã, Hassan Rouhani, tiveram uma conversa por telefone para discutir as condições na Síria, após o ataque com mísseis realizado por Reino Unido, Estados Unidos e França. Os líderes “concordaram que esta ação ilegal afeta negativamente as perspectivas de um acordo político na Síria”, de acordo com um comunicado divulgado neste domingo pelo Kremlin.

Putin ressaltou que ações do tipo violam a Carta da Organização das Nações Unidas e “isso inevitavelmente gera caos nas relações internacionais”, segundo a nota. A agência estatal IRNA citou Rouhani: “Os EUA e alguns países do Ocidente não querem que a Síria atinja a estabilidade permanente.” Rouhani afirmou que tanto o Irã quanto a Rússia não deveriam permitir “o fogo de uma nova tensão” na região, acrescentando que os ataques aéreos na Síria foram uma “invasão”, voltada a “fortalecer terroristas derrotados”.

O Irã e a Rússia são aliados cruciais do presidente sírio, Bashar al-Assad, cujas forças foram acusadas de lançar um suposto ataque com armas químicas perto de Damasco, há uma semana, que levou ao ataque com mísseis de Reino Unido, EUA e França, no sábado (noite de sexta-feira, no horário de Brasília). (Bahia Noticias)

Trump aceita convite de Kim Jong-un para reunião

Foto: White House/ Fotos Publicas

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, aceitou um convite do líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, em maio, para uma reunião sobre a “desnuclearização” da Península Coreana.

O anúncio foi feito na noite desta quinta-feira (08), sexta-feira no horário de Seul, pelo assessor para Segurança Nacional da Coreia do Sul, Chung-Eui-Yong, que, no início da semana, chefiará uma missão diplomática em Pyongyang e se reunira pessoalmente com Kim. (Informações: ANSA)

Coréia do Norte promete suspender testes nucleares em caso de diálogo com EUA

Foto: KCNA/ Fotos Públicas

A Coreia do Norte se mostrou disposta a iniciar conversas com o governo dos Estados Unidos e prometeu suspender os testes nucleares e de mísseis enquanto o diálogo estiver em andamento. Segundo informações da agência Associated Press, o acordo foi anunciado nesta terça-feira (06) por um representante da Coreia do Sul que se reuniu com Kim Jong-un, em Pyongchang.

O líder norte-coreano se concordou ainda em encontrar o presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in. Desde a realização dos Jogos Olímpicos de Inverno na cidade sul-coreana de Pyeongchang, as nações vizinhas vêm demonstrando sinais de reaproximação com acordos realizados pela participação no evento esportivo. (Bahia Noticias)

Avião russo cai na Síria e deixa 32 pessoas mortas

Imagem Ilustrativa | Foto: Alex Corona/ Fotos Públicas

O avião de transporte militar russo An-26, sofreu o acidente no momento em que efetuava a aterrissagem no aeródromo sírio de Hmeymim. Segundo dados preliminares, a abordo estavam 26 passageiros e 6 tripulantes e todos morreram, de acordo com Ministério da Defesa da Rússia. “Em 6 de março, aproximadamente às 15h (9h, no horário de Brasília), um avião de transporte russo sofreu acidente no momento em que efetuava a aterrissagem no aeródromo sírio de Hmeymim.

Segundo dados preliminares, a bordo estavam 26 passageiros e 6 tripulantes. Todos morreram”, diz a nota do Ministério da Defesa russo. O avião colidiu com a terra a uma distância de 500 metros da pista de aterrissagem. Conforme o Ministério da Defesa russo, o acidente poderia ser provocado por uma falha técnica.

De acordo com relatos locais, o avião não foi atingido por fogo. O Ministério da Defesa considerará todas as versões do acidente aéreo possíveis. O avião de transporte militar russo An-26 é capaz de transportar até 38 pessoas e cerca de 500 kg de carga, e é usado para o transporte de cargas de curtas e médias distâncias. (Informações: Sputnik Brasil)

Síria: bombardeios causam 80 mortos e 300 feridos em um dia

O número de mortos nos bombardeios da aviação síria e russa e da artilharia governamental contra Ghouta Oriental na segunda-feira (05) subiu para 80, enquanto os feridos chegam em 300, segundo ativistas que denunciaram um suposto ataque químico contra a região. Segundo o Observatório Sírio dos Direitos Humanos, as pessoas morreram devido aos ataques contra as localidades de Haza, Zamalka, Kafr Batna, Al Ashari e Saqba, em Ghouta Oriental. A mesma fonte referiu que pelo menos 18 pessoas ficaram com sintomas de asfixia nos bombardeamentos contra a localidade de Hamuriya, onde se espalhou um mau cheiro após os ataques.

O porta-voz da Defesa Civil Síria em Ghouta Oriental, Mahmus Adam, manifestou por telefone que as equipes da sua organização, que faz trabalhos de resgate em áreas fora do controle do Governo, atenderam 30 civis, entre eles 15 menores de idade, com sintomas de falta de ar. Adam acusou as forças governamentais sírias de terem atacado com gás cloro os bairros residenciais de Hamuriya. Entre os atingidos por este ataque estão dois voluntários dos chamados capacetes brancos, que pertencem à Defesa Civil Síria. Adam denunciou ainda que os bombardeios e os disparos de artilharia se intensificaram na região, coincidindo com a entrada de um comboio humanitário que se dirigiu a Duma, a maior cidade de Ghouta Oriental.

“O comboio teve de se retirar antes dos bombardeios e não conseguiu distribuir todo o material. Houve nove veículos que não puderam descarregar todo o suprimento que transportavam”, lamentou. O Observatório afirmou que segunda-feira foi o dia mais sangrento em Ghouta Oriental desde que, no passado dia 24 de fevereiro, o Conselho de Segurança aprovou uma resolução que instava a uma trégua de um mês em toda a Síria. Ghouta Oriental está desde do último dia 18 de fevereiro sob uma escalada de ataques das forças governamentais e dos seus aliados que já matou 775 pessoas e fez 3.900 feridos. (Informações: Lusa/ EFE)

Polônia quer compensação de R$ 2,7 trilhões da Alemanha pela II Guerra Mundial

Foto: FAB/ Fotos Públicas

A Polônia conta pedir à Alemanha uma compensação que pode chegar aos 690 bilhões de euros (R$ 2,7 trilhões) por danos cometidos durante a II Guerra Mundial, afirmou nesta sexta-feira (02) o presidente da comissão parlamentar polonesa criada para esse fim. “Estamos a falar de quantias muito elevadas, mas justificadas, de compensação por crimes de guerra, cidades e vilas destruídas e a perda de potencial demográfico do país”, disse Arkadiusz Mularczyk, deputado do partido conservador nacionalista Lei e Justiça (PiS), no poder, à televisão Polsat News.

O PiS decidiu, em 2017, pedir uma compensação à Alemanha, criando uma comissão parlamentar para avaliar o montante. A Alemanha rejeita a possibilidade, argumentando que a questão foi encerrada em 1953, quando a Polônia tomou a decisão de renunciar à exigência de novas indenizações de guerra. Varsóvia contesta o argumento, alegando que lhe foi imposto pela União Soviética.

A Alemanha invadiu a Polônia em 1939, desencadeando a II Guerra Mundial. Seis milhões de poloneses, incluindo três milhões de judeus, foram mortos durante a guerra e a capital, Varsóvia, foi arrasada em 1944, depois de uma revolta fracassada em que morreram 200 mil civis. (Informações: Lusa)

Rússia rejeita proposta para trégua na Síria

Foto: Ministry of Defence of the Russian Federation/ Fotos Públicas

As autoridades da Rússia se pronunciaram nesta quinta-feira (22) contra a resolução proposta no Conselho de Segurança da ONU que prevê uma trégua de 30 dias na Síria – a medida é apoiada pelos Estados Unidos. Durante a reunião, o embaixador russo nas Nações Unidas, Vasyl Nebenzia, deu a entender que o governo de Vladimir Putin vetará o texto se for submetido à votação nas próximas horas, como querem seus impulsores, Suécia e Kuwait. “Os patrocinadores sabem perfeitamente que não há acordo [sobre a resolução]”, disse Nebenzia, insistindo que não recebeu explicações sobre as “garantias” de que a trégua seria respeitada. Para ele, o cessar-fogo é mais uma medida “populista” e “afastada da realidade”.

O embaixador russo ainda defendeu a ofensiva governamental sobre Ghouta Oriental, dadas as ações de grupos jihadistas como a Frente Al Nusra. O número de civis mortos nos bombardeios governamentais no Ghouta Oriental, perto de Damasco, aumentou para cerca de 400 desde o último domingo (18), revelou o Observatório Nacional dos Direitos Humanos na Síria, afirmando que entre as vítimas há pelo menos 94 menores, incluindo crianças e adolescentes. De acordo com a ONG, 21 civis foram mortos nos bombardeios de hoje (22), sendo 13 deles na cidade de Duma, a cerca de 15 quilômetros da capital. Enquanto isso, 13 outros civis, incluindo três crianças, foram mortos em novos bombardeios pelas forças do governo sírio na região de Ghouta, controlada por grupos rebeldes.

As vítimas desta quinta-feira somam às 346 mortes e 878 feridos registrados pela ONU nas últimas duas semanas, uma vez que as forças governamentais intensificaram os bombardeios aéreos e de artilharia aparentemente em preparação para uma ofensiva terrestre. Na mesma região existem cerca de 400 mil civis, que precisam de comida, água e remédios. Ontem (21), a ONG Médicos Sem Fronteiras (MSF) disse que em apenas três dias, 13 hospitais e instalações de saúde foram afetados, danificados ou destruídos. Além disso, o MSF também enfatizou que “as estruturas apoiadas pela organização concluíram completamente os estoques de bolsas de sangue intravenosa, anestésicos e antibióticos, fundamentais para as principais intervenções cirúrgicas”. (Noticias ao Minuto/ Ansa)

Estado Islâmico reivindica autoria de atentado em Nova York

O motorista que atropelou pedestres e ciclistas em Nova York nesta terça-feira (31), seria um “soldado do califado”, segundo o grupo extremista Estado Islâmico. “Um dos soldados do Estado Islâmico na América atacou na terça um número de cruzados em uma rua em New York City”, afirmou o jornal al-Naba nesta quinta.

O EI assumiu a autoria do atentado em seu jornal semanal, sem fornecer evidências que sustentem a declaração. Segundo informações da rede CNN, oito pessoas morreram e mais de uma dezena ficou ferida.

O suspeito, um uzbeque identificado como Sayfullo Saipov, afirmou às autoridades que ele se inspirou assistindo vídeos do grupo extremista e acompanhando a cartilha do grupo destinada ao planejamento de ataques. Na caminhonete usada para o atropelamento foi encontrada uma bandeira do EI. (Bahia Noticias)

Guerra nuclear pode começar a qualquer momento, diz Coreia do Norte na ONU

Foto: Reprodução/ Conflict Observer

A situação na península coreana está cada vez mais crítica e uma guerra nuclear pode começar a qualquer momento. A declaração é do embaixador adjunto da Coreia do Norte nas Nações Unidas, Kim In Ryong, que participou nesta segunda-feira (16) de uma reunião no comitê de desarmamento da Assembleia Geral da ONU. Segundo ele, a Coreia do Norte é o único país do mundo que foi submetido a “uma ameaça nuclear tão extrema e direta” dos Estados Unidos desde os anos 1970. “Todo o continente americano está dentro do nosso alcance de disparo, e se os Estados Unidos se atreverem a invadir nosso território sagrado, uma polegada sequer, não escaparão de punição severa em qualquer parte do globo”, disse Ryong.

De acordo com o G1, a advertência vem após ameaças crescentes entre Coreia do Norte e Estados Unidos, e sanções cada vez mais duras da ONU contra o país asiático. A Rússia já está restringindo laços econômicos e científicos com a Coreia do Norte, e a União Europeia anunciou novas sanções contra Pyongyang pelo desenvolvimento de armas nucleares e mísseis balísticos. O embaixador adjunto do país nas Nações Unidas disse ainda que a guerra só não seria declarada se a política hostil e a ameaça nuclear americana forem “completamente erradicadas”.

“Nunca colocaremos nossas armas nucleares e foguetes balísticos na mesa de negociação, sob nenhuma circunstância”, disse. Ele disse ainda que o país esperava um mundo sem armas nucleares, mas todos os estados estão acelerando a modernização de suas armas e revivendo uma corrida armamentista que lembra a guerra fria. “[Enquanto os Estados UNidos] constantemente ameaçarem e chantagearem a Coreia do Norte com armas nucleares, não estamos em posição de aderir ao tratado”, reforçou. (Bahia Noticias)

Califórnia se prepara para um ataque nuclear da Coreia do Norte

Avaliando um ataque nuclear da Coreia do Norte como “muito provável” as autoridades da Califórnia publicaram um documento com instruções para o caso de um ataque “catastrófico”. Considerando a ameaça das autoridades da Coreia do Norte, o Centro Conjunto Regional de Inteligência de Los Angeles divulgou um documento de 16 páginas batizado de “Expetativas no Caso de Ataque Nuclear”, datado de 16 de agosto.

A maior parte da informação incluída neste documento é dedicada aos efeitos de uma explosão nuclear, incluindo os efeitos da radiação e do impulso eletromagnético. Além disso, o documento tenta alertar as autoridades para o  que podem enfrentar no caso de um ataque.  Assim, os cidadãos terão que ser evacuados, mas “com uma compreensão limitada dos riscos de radiação, eles vão estar com alto nível de ansiedade e o seu comportamento pode não estar em conformidade com as expetativas”.

As tensões em torno dos programas nuclear e balístico da Coreia do Norte estão aumentando. Washington e Pyongyang continuam trocando ameaças mútuas. No sábado, bombardeiros estratégicos dos EUA sobrevoaram o espaço aéreo perto da Coreia do Norte em uma demonstração de força, escalando a situação ainda mais. (Noticias ao Minuto/ The Independent News)

950 homens das Forças Armadas chegam à Rocinha

O presidente Michel Temer autorizou o envio de 950 homens das Forças Armadas para participar da operação na favela da Rocinha, que registrou confrontos e ataques nesta sexta-feira (22). O contingente já chegou na comunidade.  O reforço terá a função de fazer um cerco na favela para liberar os destacamentos da Polícia Militar a subirem na comunidade.

Na entrevista à imprensa, o ministro havia dito que seriam 700 homens, mas a assessoria de imprensa do Ministério da Defesa afirmou posteriormente que o número real é de 950. De acordo com o ministro, há um contingente de 10 mil homens disponíveis no Rio de Janeiro, que poderão ser acionados caso o governo estadual faça uma nova solicitação à administração federal.

O envio de um reforço foi solicitado nesta sexta-feira (22), pelo governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão. Além da Rocinha, houve relatos de tiroteios no Dona Marta, na zona sul, e no Complexo do Alemão, na zona norte. Questionado se o anúncio foi tardio, o ministro disse que as Forças Armadas não substituem a Polícia Militar, que fazem a segurança pública e têm informações operacionais. (mais…)

Forças armadas anunciam cerco a favela da Rocinha no Rio de Janeiro

A pedido do governador do Rio de janeiro, Luiz Fernando Pezão, o ministro da defesa, Raul Jungmann, ordenou que fossem enviados militares para fazer um cerco na Favela da Rocinha, localizada no Rio de Janeiro. Segundo Jungmann, 700 membros da polícia e do exército participarão do cerco à favela.

No último domingo, um grupo de traficantes tentou tomar o controlo da Rocinha de outros criminosos, desencadeando tiroteios intensos que aterrorizaram os moradores. Dezenas de vídeos foram registados, sendo possível ver tiros sendo disparados de cima das lajes, mostrando o clima de terror durante o confronto entre os meliantes.

Na manhã desta sexta-feira, traficantes e policiais voltaram a trocar tiros dentro da favela. O confronto levou ao encerramento da estrada Lagoa-Barra, principal via que faz a ligação entre a zona sul e a zona oeste da cidade do Rio de Janeiro. (Editado por Tribuna do Recôncavo/ Informações: Noticias ao Minuto)

Dois atentados do Estado Islâmico matam pelo menos 60 no Iraque

Nesta quinta-feira (15), o Estado islâmico efetuou dois ataques em Thi Qau, no Iraque. A ação resultou em pelo menos 60 mortos, a maioria sendo civis. Segundo a agência Anadolu, 87 ficaram feridos.

No primeiro ataque, membros do grupo invadiram um restaurante atirando. Já no segundo, os terroristas utilizaram um carro-bomba, que explodiu próximo a um checkpoint.

Segundo um porta-voz do departamento de saúde local, as vítimas foram levadas para hospitais da região. (Editado por Tribuna do Recôncavo/Informações: Noticias ao Minuto)

Voltar à página inicial